quinta-feira , 19 outubro 2017
Home / Editorial / Recepção nada amigável assusta José Dirceu

Recepção nada amigável assusta José Dirceu

José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil deixou a prisão, após decisão favorável do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre seu pedido de habeas corpus. Ele vai aguardar o resultado do recurso em liberdade. Na quinta-feira (4), tomou café da manhã com os filhos Joana e Zeca Dirceu, e com o amigo Breno Altman. Em conversa, já previa que o clima não era dos mais favoráveis e poderia piorar. “Temos de nos preparar para a guerra política”, avisou.

Ex-presidente do PT, Dirceu afirmou que o partido precisa mudar rapidamente, atrair a juventude e os movimentos sociais, apresentar um novo projeto e ir para o “enfrentamento” contra o presidente Michel Temer (PMDB) e o PSDB, na tentativa de eleger Lula para o Palácio do Planalto. Ou seja, os planos continuam.

E Dirceu tinha razão quanto à animosidade da população, porque o clima em Brasília realmente esquentou com sua chegada e a receptividade dos novos vizinhos não foi nada amena. O ex-ministro da Casa Civil dirigiu-se ao seu novo endereço, na quadra 305 do Setor Sudoeste, e foi hostilizado por manifestantes.

O olhar de José Dirceu era de incredulidade. Talvez, para aquele senhor, o seu “poder” lhe desse a certeza de comodidade no novo endereço. Esqueceu-se que o brasileiro está cansado, exaurido, enfadado com tantos escândalos.

Mais cansado ainda de ver o nome dele envolvido nos piores escândalos que este país já presenciou. Mexe daqui, futrica dali, e o nome de José Dirceu aparece nas falcatruas mais absurdas.

Condenado em duas ações que lhes impuseram mais de 32 anos de prisão, é certo que o réu tem direito a apostar nos recursos que a lei lhe permite. Porém, respeitados os seus direitos, é preciso, também, respeitar os direitos dos cidadãos brasileiros.

Claro que não justifica nenhuma tentativa de agressão, mas esperar que o povo o receba com rosas e dê a cara à tapa novamente é pedir demais.

E após a tumultuada recepção, vem o aviso de que os advogados do mesmo já preparam ações cíveis e criminais contra os manifestantes que danificaram seu carro e que tentaram agredi-lo.

Assim como também o aviso de que Dirceu já pensa em se mudar para um bairro mais tranquilo. Caro senhor, o bairro em questão é calmo. Contudo, é formado por cidadãos de bem, que pagam seus impostos e que, assim como milhões de outros brasileiros, sentem-se lesados, enganados e sapateados por atos de políticos corruptos.

Todos os brasileiros têm o direito de ir e vir. Isso cabe ao réu em questão também. O chato é saber que Brasília terá de acolher mais um político, porque sua filha de cinco anos mora na cidade, com a mãe.

Em momentos de reflexão, dá dó dos familiares, que sofrem toda a ira do povo também. Porém, quando um malfeitor entra em esquemas fraudulentos que colocam toda a população em situação caótica, não pensa nos demais cidadãos. E talvez, pelo poder que lhes é ofertado, pouco pensa também em seus familiares.

Seria ótimo se o Brasil tivesse uma ilha para mandar todos os condenados para lá.

Sobre Da Redação

Leia também

PSDB: as ações contradizem os discursos

Trágica e ao mesmo tempo hilária. Assim é a crise política brasileira. Desde que se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!