domingo , 22 outubro 2017
Home / Editorial / Quadrilha samba na cara da sociedade

Quadrilha samba na cara da sociedade

Os protagonistas da novela “Lava Jato” realmente acreditam – e talvez tenham razão para acreditar – que o povo brasileiro é o mais idiota do planeta Terra ou quem sabe de todas as galáxias. A cada novo capítulo, os protagonistas incorporam seus personagens “do mal” com tamanha realidade de dissimulação que, sinceramente, merecem várias estatuetas do Oscar.

Na semana que passou, com a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deputados e outros políticos envolvidos no maior escândalo de corrupção já visto neste país, se dizem inocentes e certos de que a verdade virá à tona. Inclusive, a defesa de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados e cassado após denúncias.

A pergunta que fica no ar é: qual a verdade vocês querem, senhores desonestos? A de vocês ou a que realmente aconteceu e acontece nas entranhas do poder?

Além da denúncia de Janot, em que Temer classifica como “um ato irresponsável do procurador para cobrir seus próprios erros”, o presidente, o qual é denunciado como chefe maior do “Quadrilhão”, questionado por um repórter no dia seguinte à denúncia, se fez de desentendido. Como se os noticiários não fossem reais.

Antes deste episódio, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro, pela segunda vez, e, novamente, chegou todo “irritadinho”, cheio de razão, como se não pudesse ser questionado pelas mazelas que causou às principais empresas brasileiras e, consequentemente, ao povo brasileiro.

Lula, que até pouco tempo considerava Palocci um “cara” competente e amigo, após as revelações (e não estamos precocemente afirmando que sejam verídicas) já atirou pedras a seu ex-ministro com adjetivos bem duros.

Além disso, desde que dona Mariza morreu, em fevereiro deste ano, o viúvo credita à esposa falecida boa parte das negociações, as quais ele não viu, não sabe, não ouviu, não tomou conhecimento.

Partindo para Joesley Batista, o mesmo prestou audiência de custódia na Justiça Federal de São Paulo na tarde de sexta-feira e considerou sua prisão uma “covardia. O empresário disse ainda que encontra-se na situação atual, porque “mexeu com os donos do poder”.

Mexeu no poder? Só deve estar brincando, porque o cidadão estava no lamaçal do poder, mandando e desmandando no Brasil, pagando milhões de propinas para se beneficiar em bilhões e se acha um bode expiatório?

Provavelmente tenha sido beneficiado com informações privilegiadas para fechar acordo de leniência, o qual ele continuaria usufruindo o dinheiro roubado do povo. Além de ser acusado de ter feito manobra financeira que fez à época em que fez a delação premiada.

Se realmente esses “atores” tivessem seus nomes indicados ao Oscar, com certeza o Brasil seria premiado, porque a atuação deles é impecável. Não podemos dizer que beira à realidade, mas é, de fato, muito real. Ganhariam prêmios de melhores atores dissimulados da história da academia.

Ficamos na torcida para que eles não possam atuar mais nos palcos políticos e que o povo brasileiro continue apenas com os títulos que possui, que já nos envergonham tanto, como o de estar entre os países mais corruptos do mundo.

Que venham as cenas dos próximos capítulos!

Sobre Da Redação

Leia também

Gloria Perez fala de ‘A Força do Querer’

Bibi e Rubinho vão pagar pelos crimes que cometeram? Ruy e Zeca vão fazer as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!