quinta-feira , 23 novembro 2017
Home / Brasília / 6ª parcela do IPTU/TLP vence a partir de segunda
IPTU
Em 2016, o governo de Brasília iniciou o recadastramento de todas as unidades imobiliárias do DF/Foto: Renato Araújo/Ag. Brasília

6ª parcela do IPTU/TLP vence a partir de segunda

Aqueles que aumentaram a área construída e não informaram ao Fisco devem ficar atentos

A sexta parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da Taxa de Limpeza Pública (TLP) vence na segunda-feira (13) para proprietários de imóveis com inscrições terminadas em 1 e 2.

Para as finalizadas em 3 e 4, o prazo é terça (14). Como dia 15 é feriado, as terminadas em 5 e 6 ficam para quinta (16). Para as inscrições que acabam em 7 e 8, a data final é sexta (17). O último dia para pagamento é 20 de novembro, para finais 9, 0 e X.

Quem perdeu ou não recebeu o documento pode emitir a segunda via no site da Secretaria de Fazenda, nos postos do na Hora, nas lojas do BRB Conveniência ou nas agências da Receita do Distrito Federal.

Quem aumentou a área construída recebe boleto com aditivo do IPTU

Aqueles que aumentaram a área construída e não informaram ao Fisco devem ficar atentos. Até dezembro, essas pessoas receberão um boleto com o valor adicional. Elas devem pagar as parcelas do IPTU normalmente e aguardar a emissão do carnê suplementar.

Em 2016, o governo de Brasília iniciou o recadastramento de todas as unidades imobiliárias do DF e recalculou o valor do imposto de propriedades que tiveram a área construída aumentada. Três lotes de aditivo do IPTU já foram lançados.

A análise foi feita por meio da aerofotogrametria — técnica que usa fotos aéreas.

Penalidades para que não pagar corretamente o IPTU

Quem atrasar parcelas do IPTU, mas pagar o imposto em até 30 dias, será multado em 5% do valor cobrado. Se o prazo for ultrapassado, adicionam-se a correção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e 1% de juros de mora.

O IPTU é calculado por meio da multiplicação da alíquota sobre o valor venal da propriedade (estimativa de preço de mercado feita pelo governo). Há três tipos de porcentuais praticados:

  • 0,3% para residências e apartamentos usados exclusivamente como moradias
  • 1% para comércios ou terrenos com alvará de construção
  • 3% para terrenos (com áreas vazias) ou bens demolidos

Aqueles que não quitarem os tributos de 2016 correm o risco de ter o imóvel penhorado (via decisão judicial) e o nome inscrito em dívida ativa do DF.

O dinheiro arrecadado com o IPTU pode ser usado pelo Executivo local para qualquer finalidade, como pagamento de salários de servidores, pavimentação de ruas e reformas de equipamentos públicos. A TLP é revertida em projetos que envolvam limpeza pública.

Há cerca de 900 mil imóveis tributáveis em Brasília. A expectativa, até dezembro, é arrecadar R$ 732 milhões com o imposto e R$ 132 milhões com a taxa. Os valores estão previstos na Lei Orçamentária Anual.

Sobre Da Redação

Leia também

Escola Verde

Escola Verde, no Riacho Fundo, é inaugurada

Unidade atenderá nos turnos matutino e vespertino. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!