domingo , 17 dezembro 2017
Home / Destaque da capa / Daniel Dias chora após 4º ouro

Daniel Dias chora após 4º ouro

Daniel Dias é o maior astro paralímpico da história do País/Foto: Fernando Frazão/ABr

 Atleta também faturou em solo mexicano as medalhas douradas dos 50 metros costas e dos 100 metros livre

Logo depois de conquistar a sua quarta medalha de ouro no Mundial Paralímpico de Natação de 2017, no final da noite desta terça-feira, na Cidade do México, onde venceu com facilidade a prova dos 50 metros livre da categoria S5, Daniel Dias ficou emocionado ao comentar esta que também foi a sua 28.ª medalha dourada na história da competição.

O maior astro paralímpico da história do País chorou ao destacar que continua buscando feitos como este por causa dos filhos, que servem como motivação e inspiração para que siga almejando novos recordes. Ele é pai de Daniel, de três anos, e Asaph, que completou dois no mês passado. E o nadador disse que os filhos pediram justamente por quatro medalhas de ouro dele neste Mundial.

“Fico feliz, ainda mais com as marcas que estou fazendo (no México), que são marcas que são muito próximas das que eu já tenho. Ainda mais quando é pedido de filho. Não tenho dúvida de que eles estão acompanhando tudo. Para mim é uma alegria poder nadar por eles e feliz por cumprir a meta. Estou feliz por estar aqui por eles. Não é fácil, a gente se dedica muito, mas por eles é uma motivação bem diferente”, afirmou Daniel Dias, antes de cair em lágrimas.

Daniel Dias ainda revelou que um problema tecnológico dificultou um pouco o contato com os filhos após este novo ouro no Mundial. “Meu celular deu um problema, parou de pegar. Tem acontecido muitas coisas aqui, mas eu pude falar brevemente com eles e agradeço primeiro a Deus e depois à minha família por estar me apoiando sempre”, completou.

Já ao ser questionado sobre a possibilidade de as suas conquistas atuais não terem a mesma graça de outras do passado, pois ele já se consagrou mundialmente há um bom tempo, o astro avisou: “Nunca perde a graça, com duas figuras (seus filhos) em casa, sempre vai ter graça. Vou fazer sempre isso com alegria. E quando perder a graça vocês (jornalistas) podem ter certeza de que eu vou falar: ‘Já deu’. Mas por enquanto ainda não”.

Antes deste ouro nos 50 metros livre, Daniel Dias também já havia faturado em solo mexicano as medalhas douradas dos 50 metros costas e dos 100 metros livre em sua categoria, assim como ajudado a equipe nacional do revezamento 4×100 metros livre a se garantir no topo no pódio.

Sobre Da Redação

Leia também

Lula

Contador não sabe se Lula pagou aluguel

Glaucos, também em depoimento na sexta, voltou a afirmar que não recebeu, até outubro de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!