terça-feira , 18 setembro 2018
Home / Destaque da capa / Preparação de goleiros é destaque nos Emirados Árabes

Preparação de goleiros é destaque nos Emirados Árabes

Treino no Estadio Tahnoun Bin Mohammed | Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Sob a batuta de Rogério Godoy, goleiros intensificam trabalho no Mundial de Clubes 

Um dos destaques da conquista da Libertadores da América foi o goleiro Marcelo Grohe. Com defesas difíceis e puro reflexo, o camisa 1 do Tricolor brilhou quando exigido pelos atacantes adversários. O resultado do trabalho é fruto da dedicação que os goleiros Marcelo Grohe, Bruno Grassi e Paulo Victor empenham no dia a dia ao lado do preparador Rogério Godoy.

Diariamente, Rogério trabalha diversos focos de treinamento: impulsão, força, saída de bola com os pés, saída de gol, reflexos, entre outros. Em Porto Alegre, Rogerião, como é conhecido, recebe a ajuda do seu auxiliar Ênio Oliveira.

Desde a chegada aos Emirados Árabes, o preparador alerta os goleiros para a bola que está sendo utilizada na competição. “Desde que chegamos começamos a trabalhar com a bola que vamos disputar o campeonato. Ela é um pouco menor, mais rápida, ela é diferente daquilo que estamos acostumados, mas estamos trabalhando bastante para essa adaptação e os guris estão se saindo bem”, frisa Rogério.

A preparação jogo a jogo é a filosofia do trabalho da comissão técnica no Grêmio. Para que tudo saia conforme os treinamentos, outras áreas acabam convergindo para que o trabalho seja desempenhado da melhor maneira possível. É o caso do analista de desempenho, Antônio Cruz, que além de municiar com informações o técnico Renato Portaluppi e seu auxiliar Alexandre Mendes, também passa as análises para o preparador de goleiros do Tricolor.

E nesta filosofia do “jogo a jogo”, Rogério garante que as todas as áreas da comissão técnica estão abastecidas com informações necessárias sobre os adversários do Grêmio na competição. “A gente recebeu muitas informações sobre o Pachuca e já estamos trabalhando com elas. O Antônio, do CDD nos passou alguns detalhes e em cima disso, estamos estudando o nosso adversário”, afirma.

GRÊMIO CONHECE PALCO DA SEMIFINAL DO MUNDIAL DE CLUBES

Tricolor enfrenta o Pachuca no Hazza Bin Zayed Stadium nesta terça-feira ShareShareShare

Nesta terça-feira, o Grêmio começa sua caminhada na busca pelo bicampeonato mundial. O primeiro adversário será o Pachuca, do México, que se classificou ao vencer os marroquinos do Wydad Casablanca, por 1 a 0, com gol marcado por Guzmán.

No início da noite desta segunda-feira, os atletas gremistas se dirigiram ao Hazza Bin Zayed Stadium para realizar o reconhecimento do gramado em que atuarão amanhã. Diferente da Libertadores, onde geralmente são realizadas atividades com bola no gramado nas vésperas das partidas, a delegação gremista apenas entrou no campo de jogo para ter um primeiro contato com o terreno. Atletas e comissão técnica aproveitaram para tirar fotos e registrar esse momento histórico do Clube.

Campeão em 83, ao vencer o Hamburgo por 2 a 1, o Grêmio tenta repetir o maior feito do clube. Para isso, precisa sair vencedor em dois confrontos. Diferentemente do Mundial disputado em 83 e 95, onde o campeão da Libertadores enfrentava o campeão da UEFA Champions League, o formato atual abriu espaço para representantes de cinco dos seis continentes.

Além do Grêmio, que se classificou para o Mundial ao ser campeão da Copa Libertadores da América, disputam o torneio o Real Madrid, da Espanha (representante da UEFA), Urawa Red Diamonds, do Japão (representante da Confederação Asiática de Futebol), Wydad Athletic Club , do Marrocos (representante da Confederação Africana de Futebol), Pachuca, do México (representante da Concacaf), Auckland FC, da Nova Zelândia (representante da Confederação de Futebol da Oceania) e Al Jazira, atual campeão da Liga dos Emirados Árabes, convidado a participar por representar o país anfitrião. À exceção da Libertadores e do representante do país sede, todos os outros campeonatos que decidiram os participantes do torneio são denominados “Champions League”.

O atual formato do Mundial de Clubes foi realizado pela primeira vez em 2005, porém, com seis equipes disputantes. A partir de 2007, o campeão nacional do país sede passou a participar da competição. Em 2000, o Mundial foi realizado no Brasil, mas em um formato diferente, englobando oito times divididos em dois grupos. Contudo, os critérios para participação dos Clubes foram diferentes dos últimos Mundiais, bem como dos posteriores.

Essa será a terceira vez que o Grêmio disputará o Mundial de Clubes. Campeão em 83, acabou sendo derrotado nos pênaltis para o Ajax, da Holanda, em 1995, no Japão.

Sobre Da Redação

Leia também

O Homem na Prancha

“O Homem na Prancha” estreia no Sesc Garagem

Com entrada franca, espetáculo será apresentado nos dias 22 e 23 de setembro (sábado e domingo)  Edson …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!