segunda-feira , 16 julho 2018
Home / Cultura / O sábio e a obra por trás de Isaac Newton

O sábio e a obra por trás de Isaac Newton

Marco Panza tece uma biografia intelectual do pioneiro da ciência moderna

Isaac Newton (1642-1717), matemático, físico, teólogo, historiador, alquimista, político e alto funcionário do Estado, está na origem de uma revolução cultural cujos efeitos ainda se fazem sentir: o autor dos Principia Mathematica (1687) propiciou à ciência sua plena expansão – tal como concebida pelos Modernos – ao matematizar o mundo, explicando-o sem recorrer à estrutura última do cosmos ou ao plano de Deus para o universo.

A partir de Newton, a ciência deixa para a metafísica e para a religião a preocupação de descobrir a origem dos fenômenos físicos, e toma como tarefa o estabelecimento, cada vez mais rigoroso, das leis que governam esses fenômenos – origem do sucesso planetário da ciência, uma vez transformada em técnica.

Em Newton, Marco Panza procura reconstruir os pontos mais relevantes da obra desse grandioso sábio, associada ao nascimento da astronomia moderna, à explicação do movimento dos planetas (com a pioneira hipótese de uma força gravitacional que governa os corpos celestes), à teoria do movimento (mecânica) que está na sua base, a uma nova concepção da estrutura da luz e a grandes resultados matemáticos (entre outros, a invenção do cálculo infinitesimal).

Igualmente, evocamos sua teologia, sua atividade política e administrativa, seu interesse por história e por alquimia. Por meio da vida e da obra deste grande pensador, o volume ajuda a investigar a própria racionalidade da sociedade moderna.

Sobre o autor

Marco Panza é diretor de pesquisas no IHPST (Instituto de História e Filosofia das Ciências e das Técnicas), órgão ligado ao CNRS (Centro Nacional de Pesquisas Científicas) e à Universidade de Paris I – Panthéon-Sorbonne, na França, e professor convidado da Chapman University (Orange, Califórnia, EUA). Entre outros, é autor de: Newton et les origines de l’analyse (1664-1666), Paris, Blanchard, 2005; Plato’s Problem (juntamente com A. Sereni), Basingstoke, Palgrave MacMillan, 2013; Functions and Generality of Logic: Reflections on Frege’s and Dedekind’s Logicisms (juntamente com H. Benis-Sinaceur et G. Sandu), Cham, Springer, 2015.

Sobre Isaac Newton

“Isaac Newton. A pessoa mais inteligente a ter andado pela face desta Terra. Se você ler o que ele escreveu… o homem estava conectado ao universo de maneiras assustadoras. Os cientistas mais bem-sucedidos da história do mundo são aqueles que fazem as perguntas certas. As perguntas de Newton chegavam até a alma do universo, e ele extraía conclusões e sabedoria que transformaram o entendimento de nosso lugar no cosmos. […] Ele descobriu as leis do movimento. As leis da gravidade. As leis da ótica. E aí ele fez 26 anos.”

Neil DeGrasse Tyson em entrevista à revista Time

“Isaac Newton foi provavelmente o maior gênio científico que já viveu. […] [Johannes] Kepler e Newton representam uma transição crítica na história humana, a descoberta de que regras matemáticas relativamente simples perpassam toda a natureza, que as mesmas regras se aplicam na Terra e nos céus, e que há uma ressonância entre a forma como pensamos e a forma como o mundo funciona. […] Nossa civilização moderna global, nossa visão de mundo e nossa atual exploração do Universo se devem profundamente às suas descobertas.”

Carl Sagan em Cosmos

 A coleção

FIGURAS DO SABER é uma coleção de livros introdutórios ao pensamento de autores consagrados, antigos e modernos, filósofos e cientistas. Cada título é escrito por um especialista, constituindo uma síntese que permite ao leitor se iniciar nos dados fundamentais do autor tratado, nos temas principais de sua obra, em que e por que ela continua atual.

Outros títulos da coleção são: KierkegaardNietzscheDeleuzeMaimônidesEspinosaFoucaultDarwin,WittgensteinKantLockeD’AlembertHegelLacanFlávio JosefoAverróisHusserlOs estoicos IFreudLyotardPascal,ComteEinsteinSaussureLévinasCantorHeideggerDerrida, MontaigneTuring Sartre. Estão programados ainda os volumes: Cícero, Lévi-StraussRussell e Epicuro.

Sobre Da Redação

Leia também

Museu Nacional recebe Dança para Bebês

As apresentações serão no próximo sábado, 14 de julho, às 11h e 16h. A entrada é franca …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!