domingo , 24 junho 2018
Home / Entorno e Goiás / Águas Lindas realiza dia “D” do combate a dengue

Águas Lindas realiza dia “D” do combate a dengue

Foto: Prefeitura de Águas Lindas/Ascom

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde e do Departamento de Endemias, a Prefeitura de Águas Lindas de Goiás realizou, na segunda-feira (26), o dia “D” de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Chikungunya ezika vírus.

Os agentes realizaram visitas nos imóveis para verificação de possíveis locais de proliferação do mosquito, orientando os moradores a realizarem a verificaçãoem suas residências e assim evitar e eliminar possíveis focos de infestação do mosquito vetor.

O prefeito Hildo do Candango ressaltou a ação realizada pela equipe de agentes de endemias, “O trabalho realizado por estes profissionais de forma preventiva, aliado a outras medidas tomadas de forma conjunta com outras secretarias tem mantido o índice de infestação dentro do patamar aceitável pelo Ministério da Saúde, mais o que realmente importa é que nossa população tem sofrido menos com a infecção, este é o nosso trabalho”, disse o prefeito.

Já o secretário de Saúde, Eduardo Rangel, ressaltou que pesquisas realizadas em campo indicam que os grandes reservatórios, como caixas d’água, galões e tonéis são os criadouros que mais produzem Aedes aegypti e, portanto, os mais perigosos. Isso não significa que a população possa descuidar da atenção a pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixos a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, poço de elevador, entre outros. “O alerta é para que os cuidados com os reservatórios de maior porte sejam redobrados, pois é neles que o mosquito seguramente encontra melhores condições para se desenvolver de ovo a adulto” disse Eduardo.

Por ser um mosquito que vive perto do homem, sua presença é mais comum em áreas urbanas e a infestação é mais intensa em regiões com alta densidade populacional. As fêmeas têm mais oportunidades para alimentação e dispõem de mais criadouros para desovar. A infestação do mosquito é sempre mais intensa no verão, onde há elevação da temperatura e intensificação de chuvas, estes fatores somadospropiciam a eclosão de ovos do mosquito.

Para evitar esta situação, é preciso adotar medidas permanentes para o controle do vetor, durante todo o ano, a partir de ações preventivas de eliminação de focos do vetor. Como o mosquito tem hábitos domésticos, essa ação depende, sobretudo do empenho da população.

Sobre Da Redação

Leia também

UEG

Águas Lindas adere ao Ensino à Distância UEG em Rede

O prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango, acompanhado do secretário de Educação, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!