quinta-feira , 20 setembro 2018
Home / Destaque da capa / Conheça Punta del Diablo

Conheça Punta del Diablo

Punta Del Diablo é uma pequena localidade pesqueira e um centro turístico junto ao mar na costa leste do Uruguai/Foto: Pedro Serra

Juventude, surf e sossego é o que a localidade oferece para quem quer se desligar

Descanso, praia, sol, simplicidade e muito descanso e relaxamento. Para aqueles que estão em uma “vibe” espiritual, “Punta Del Diablo é a recomendação perfeita, fica no departamento de Rocha, mais para frente de Punta Del Este.

Como para qualquer lugar onde existe paraíso, encontra-se alguns obstáculos no caminho. Ainda um povoado de pescadores, localizado a 210 quilômetros de Montevidéu, pode-se chegar em ônibus saindo diretamente da rodoviária da capital e a viagem dura até 4h30, ou o visitante pode alugar um carro no aeroporto de Carrasco e dirigir por 3h40, até lá são 3 pedágios.

Para quem vai de carro, as possíveis fronteiras saindo do Brasil são: Chui / Chuy, Quarai /Artígas, Santana do Livramento / Rivera, Barra do Quaraí / Bella Unión, Aceguá / Aceguá, Jaguarão / Rio Branco, percorrem centenas de quilômetros, mas o percurso pode valer muito a pena.

A natureza é diferente e a dica aqui é ir com o coração aberto para se encantar com a energia maravilhosa oferecida pelo local. Março é um dos meses perfeitos para ir e curtir o sol, além de coincidir com o feriado da páscoa. Na baixa temporada, a partir de abril chove, venta e por se tratar de um local pitoresco grande parte dos locais, que sustentam o turismo, estão fechados.

No site http://turismorocha.gub.uy/ o visitante confere o que estará funcionando o ano todo e encontra qualquer coisa que precisar para traçar o seu roteiro de forma simples e independente, porque lá é sua essência.

Por La Capital Rosário

Apurado e aprovado pelo diário La Capital de Rosário, na Argentina (wwww.uylc.com.ar), Punta Del Diablo é uma pequena localidade pesqueira e um centro turístico junto ao mar na costa leste do Uruguai perfeito para veranear.

Em 1935, uma família de sobrenome Rocha foi morar no lugar, pois um de seus filhos sofria de asma e lhes foi recomendado para sua recuperação se mudarem para lá. Ali construíram seu rancho transformando-se nos primeiros moradores do lugar. Posteriormente, desde 1942 começaram a chegar de forma temporária os pescadores de Vallizas (localidade próxima), que viram na pesca de tubarão um negócio rentável, com o fígado do animal se extraia o óleo, produto exportado na época, e proibido atualmente.

Sem acessos, a única forma de chegar era de carro, no qual era difícil porque as marcas das dunas se apagavam com o vento, impossibilitando a demarcação de um caminho. Em 1949, se construiu entre a rota 9 e a de Punta, a Pousada de Pescador, e um caminho que unia a rota ao estabelecimento. Igualmente a partir daí até, em 1968, desde Punta as viagens eram todas realizadas em carros.

As esposas dos pescadores começaram a fazer artesanatos com materiais do local (caracóis, estrelas do mar, pedras, madeira, cerâmica etc.)  Com o passar do tempo e a chegada dos turistas criou-se a famosa feira artesanal.

Os homens originários do povoado são da Aldeia do Mar – Aldea del Mar e Santa Teresa da Coronilla. Em meados do século XX começou a ser chamado de “Cerro de los Pescadores de la Punta Del Diablo” porque muitos dos pescadores de Valizas que ali habitavam, vinham do lugar geográfico com esse nome, que se situa no povoado rochense.

“Punta Del Diablo” e “Playa de Pescadores”, ocupam ao redor de 10 quilômetros de costa, onde a praia dos pescadores é a mais familiar e se caracteriza pelos barcos de pesca artesanal, que se aproximam da praia para oferecer aos visitantes a pesca do dia. “La Playa de la Viuda”, localizada ao sul, a praia de Rivero, ao norte são propicias para o surf, enquanto a “Playa Grande” (mais distante em direção ao norte), separa a “Punta Del Diablo do Parque Nacional de Santa Teresa.

Sua população permanente é de 823 habitantes (censo 2011). No verão se transforma em um dos principais points dos jovens uruguaios, recebendo grande influência de argentinos, brasileiros e europeus. O balneário conta com agencias de transporte, bares, camping, farmácias, escolas de surf, peixaria, hotéis, estruturas de praia, atenção médica e postos artesanais.

Sobre Da Redação

Leia também

idoso

Como obter a carteira do idoso em três passos

Documento garante acesso a passagens interestaduais nos transportes rodoviário, ferroviário e aquaviário gratuitas ou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!