segunda-feira , 20 agosto 2018
Home / Concursos / PC GO Delegado: análise do edital do último certame

PC GO Delegado: análise do edital do último certame

Foto: Agência Brasil

Com o avanço na organização do concurso PC GO Delegado 2018 é fundamental já começar a se preparar antes da publicação do edital.

Em fevereiro de 2018 a Universidade Federal de Goiás foi escolhida para organizar o certame e em março foi designada a comissão para acompanhar todo o andamento do concurso.

Uma das formas de elaborar um plano de estudos pré-edital é analisar detidamente a estruturação dos concursos passados, como etapas, conteúdos cobrados e forma das provas.

Para auxiliar você nessa empreitada, eu preparei um estudo do edital do último concurso para Delegado da Polícia Civil de Goiás, organizado pelo Cebraspe/Cespe, publicado em 2016.

Embora este concurso tenha sido suspenso , o edital do certame ainda é um ponto de referência para o nosso estudo.

O concurso que precedeu o de 2016, datado de 2008, foi organizado pela Universidade Estadual de Goiás. Nós também vamos avaliar como a organização deste certame se aproxima e se afasta do planejado para 2016.

Vamos lá?

Requisitos do cargo

O cargo  de Delegado da Polícia Civil de Goiás é privativo de bacharel em Direito, conforme prevê o §1º do artigo 48 da Lei Orgânica do órgão (Lei 16.906/2010).

O último concurso PC GO (2016-2017)

Este certame, suspenso judicialmente em junho de 2017, teve somente a prova objetiva aplicada

O concurso planejado para 2018 visa preencher o grande déficit na carreira que se acumula desde a nomeação de todos os aprovados do certame de 2008.

À época, foram ofertadas 36 vagas para provimento imediato, com remuneração inicial de R$ 15.250,02 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Etapas do certame

1) Prova objetiva (eliminatória);

2) Prova discursiva (eliminatória e classificatória);

3) Avaliação médica (eliminatória);

4) Avaliação de aptidão física (eliminatória);

5) Exame psicotécnico (eliminatório);

6) Avaliação da vida pregressa e investigação social (eliminatória);

7) Curso de formação profissional (eliminatório classificatório);

8) Avaliação de títulos (classificatória).

As provas

Prova Objetiva

Esta prova, com 100 questões objetivas de múltipla escolha com cinco alternativas foi dividida em duas partes, uma de conhecimentos básicos e outra de conhecimentos específicos.

Os conhecimentos básicos perfaziam 15 questões e compreendiam as seguintes disciplinas:

Língua portuguesa, com 8 questões; e

Realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica do Estado de Goiás e do Brasil, com 7 questões.

Os conhecimentos específicos, compreendiam 85 questões, distribuídas da seguinte maneira entre as disciplinas:

Criminologia: 4

Medicina Legal: 6

Legislação Estadual: 4

Direito Penal:  5

Direito Processual Penal: 10

Legislação Penal e Processual Penal Extravagante: 18

Direito Constitucional: 9

Direito Administrativo: 10

Direito Civil (4) e Empresarial (2): 6

Direito Tributário: 5

Direito Ambiental: 4

Direito Eleitoral: 4

Cálculo da nota da prova objetiva

Esta prova teve o valor total de 100 pontos, sendo atribuído 1 ponto para as questões assinaladas em concordância com o gabarito, para as não assinaladas e -0,25 ponto para as questões em discordância com o gabarito.

Para não ser eliminado, o candidato deveria atingir as notas mínimas de 3 pontos na parte de conhecimentos básicos, 26 pontos na parte de conhecimentos específicos e 30 pontos no total da prova.

Cumpridos esses requisitos, era necessário estar entre as 136 melhores notas da lista de ampla concorrência ou entre 8 melhores notas da lista de candidatos com deficiência, para ser convocado para a prova discursiva.

Prova Discursiva

Esta etapa do certame, com valor total de 200 pontos, contemplou duas provascom 10 questões discursivas cada:

CONCURSO PC GO

As duas provas foram aplicadas no mesmo dia em dois turnos (manhã e tarde), cada um com duração de 4h 30min.

As questões deveriam ser respondidas dentro do limite de 15 linhas. A P3 contemplaria 8 questões de Direito Penal e Processual Penal e duas questões de Direito Civil.

Já a P4 compreenderia 8 questões de Direito Administrativo e Constitucional e 2 questões de Direito Civil.

As questões nas duas provas teriam o valor individual de 10 pontos.

Cálculo da nota final

Para ser classificado para a etapa seguinte, o candidato deveria atingir a nota mínima de 50 pontos tanto na P3 quanto na P4.

Para ser convocado para a fase de avaliação médica, o candidato deveria estar entre os 51  de melhor pontuação na lista de ampla concorrência e os três primeiros colocados na lista reservada a candidatos com deficiência.

Fases seguintes

Após a publicação do resultado da prova discursiva, os candidatos aprovados seriam convocados para três fases de caráter eliminatório antes de participarem do Avaliação da vida pregressa e investigação social:

a) Avaliação médica (eliminatória);

b) Avaliação de aptidão física ;

c) Exame psicotécnico;

Os candidatos não excluídos do certame pelo exame psicotécnico seriam classificados, levando-se em conta a nota na prova discursiva e convocados para a fase seguinte de acordo com os seguintes critérios:

Até a 41ª posição na lista de ampla concorrência; e

Até a 3ª posição na lista reservada às pessoas com deficiência.

Curso de Formação

Os candidatos recomendados na  Avaliação da vida pregressa e investigação social seriam novamente classificados e somente seriam convocados para participar no curso de formação os 37 candidatos de melhor nota na lista geral e 3 melhores colocados na lista reservada às pessoas com deficiência.

Este curso, oferecido pela PC-GO e pelo Cebraspe, teria duração de 477 horas-aula, com duração de 90 dias.

Com valor total de 120 pontos, o Curso conteria duas provas objetivas para avaliação do aproveitamento do candidato:

a) prova objetiva P1: 40 questões, no valor de 1,00 ponto cada, totalizando 40 pontos, acerca de quatro
disciplinas (1 – Direitos Humanos, 2 – Gestão Moderna de Segurança Pública, 3 – Investigação Policial e 4 –Prática do Serviço Policial), com 10 questões cada;

b) prova objetiva P2: 40 questões, no valor de 1,00 ponto cada, totalizando 40 pontos, acerca de quatro disciplinas (1 – Direitos Humanos, 2 – Gestão Moderna de Segurança Pública, 3 – Investigação Policial e 4 – Prática do Serviço Policial), com 10 questões cada.

Para ser aprovado, o candidato deveria alcançar a nota mínima de 5 pontos por disciplina nas provas objetiva e ser aprovado nas provas práticas.

Os candidatos convocados para esta etapa do certame teriam direito a uma bolsa, no valor do menor subsídio pago pelo Poder Executivo do Estado de Goiás.

Avaliação de Títulos

Os candidatos convocados para participar do Curso de Formação deveriam entregar a documentação para participar desta fase do certame, com valor total de 20 pontos:

concurso pc go

Cálculo da nota final

A nota final seria calculda por meio do somatório das notas obtidas na prova discursiva, no Curso de Formação e na Avaliação de Títulos.

Confira aqui a íntegra do Edital do Concurso PC GO Delegado 2016.

 

Paulo Bilynskyj

Paulo Bilynskyj

Delegado de Polícia Civil no Estado de São Paulo (DHPP), titular da equipe 02 do Grupo Especializado de Atendimento a Local de crime. Professor em Cursos de Pós Graduação em Direito Penal e Processual Penal. Professor e Coordenador de Cursos preparatórios para carreiras policiaisCo-autor do livro Delegado de Polícia – Questões Discursivas e Peças Práticas Comentadas e Respondidas. Consultor Técnico para Cinema e Televisão.

Sobre Da Redação

Leia também

concurso

Confira os 18 editais publicados com inscrições abertas

Então, já escolheu o seu edital?? Que tal fazer isso hoje?? Que tal fazer isso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!