terça-feira , 25 setembro 2018
Home / Cultura / Câmara expõe obras de Antônio Eustáquio, pintor naïf

Câmara expõe obras de Antônio Eustáquio, pintor naïf

Obras expostas no foyer do plenário até 14/06/Foto: Silvio Abdon/CLDF

São mais de 40 trabalhos, de tamanhos variados, que apresentam as duas principais vertentes do pintor, entre o ingênuo e o imaginário

Com obras no acervo de importantes coleções de arte naïf – palavra francesa que significa “ingênuo”, relacionada à produção de artistas autodidatas – e com uma trajetória que inclui participação na consagrada Bienal Naïfs do Brasil, realizada pelo Sesc São Paulo, o artista Antônio Eustáquio está em cartaz, na Câmara Legislativa do DF, a partir desta quarta-feira (16).

São mais de 40 trabalhos, de tamanhos variados, que apresentam as duas principais vertentes do pintor, entre o ingênuo e o imaginário. O artista tem predileção por temas religiosos, atrelados ao imaginário popular. Também há trabalhos nos quais ele deixa a inspiração fluir – que se inclui na classificação de outsider art, mas onde a figuração também é uma constante. Ligando as duas, as cores fortes que aparecem como uma marca.

A obra do artista já recebeu o reconhecimento de críticos e artistas renomados, como é o caso de Carlos Bracher, que o reconhece como possuidor de um “inato talento”. Para o professor Augusto Luitgards, curador da exposição, ele consegue manter, nas duas vertentes, “a originalidade, que distingue os bons artistas”.

Trajetória

Nascido em Raul Soares (MG), Antônio Eustáquio de Jesus foi criado em Mariana, onde teve contato com variados estilos. Desde cedo, convivia com a arte local. Em meados da década de 1980, mudou-se para o litoral capixaba, onde ensaiou trabalhos com o uso de materiais recolhidos do litoral. Retornou a Minas Gerais, passando a viver em Belo Horizonte, onde começou a pintar e voltou a conviver com artistas. Atualmente, reside no DF.

Já expôs, entre outros, na Casa dos Contos, em Ouro Preto (MG); no Sesc – Belo Horizonte; no Casarão Centro Cultural Nhô-Quim Drummond, em Sete Lagoas (MG) e integrou coletiva na Casa Thomas Jefferson, em Brasília. Agora, traz à CLDF “Sem medo de se expressar – a arte inquieta de Antônio Eustáquio”, que será aberta hoje, às 19 horas, e permanece até o dia 14 de junho próximo.

Consolidação – A mostra é uma iniciativa do Conselho Curador de Cultura da Câmara Legislativa do Distrito Federal, que comemora a consolidação do foyer do plenário da Casa, como um espaço cultural. “Diversos eventos artísticos e culturais vêm sendo realizados no local e o número de solicitações para ocupá-lo só aumenta”, comenta a presidente do colegiado, Jane Marrocos.

Nos últimos anos, o espaço recebeu importantes exposições de artistas como Athos Bulcão, Galeno e Rubem Valentim, além de mostras históricas como a recém-encerrada “Construtores de Brasília 1759-1960”, concebida pelo Sesc – Distrito Federal, em homenagem aos 55 anos da Capital.

Sem medo de se expressar – a arte inquieta de Antônio Eustáquio

Local: Foyer do Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal
Visitação: até 14 de junho
Horários: de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h
Classificação indicativa: livre para todos os públicos 
Entrada franca

Sobre Da Redação

Leia também

Marta

Marta é eleita a melhor do mundo pela sexta vez

A atacante passou a deter, isoladamente, o maior número de títulos de melhor atleta de futebol …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!