sexta-feira , 21 setembro 2018
Home / Destaque da capa / Flamengo empata com Vasco e perde liderança

Flamengo empata com Vasco e perde liderança

Placar de 1 a 1 não mostrou verdade da partida, onde só um time quis vencer em campo

O Flamengo queria jogar. O Vasco, não. O Flamengo buscou o ataque, as jogadas, o passe. O Vasco fez falta atrás de falta e se trancou em seu campo com 11 jogadores, esperando uma bola milagrosa ou um lance parado. O Flamengo teve mais de 60% de posse de bola. O Vasco viu a bola rodar o campo. Mas, no final, a vitória não veio. Flamengo e Vasco empataram em 1 a 1, em placar que foi melhor para o rival, que tem um jogo a menos. O Mais Querido perde a liderança no Brasileiro, fica com 11 pontos e na próxima rodada tentará pegar a primeira posição no confronto direto contra o Atlético Mineiro, no Independência, sábado (26), às 21h.

O gol rubro-negro foi marcado ainda no primeiro tempo por Vinicius Junior, com o Vasco empatando logo em seguida. Foram, a rigor, as únicas boas chances de verdade, sendo que o gol deles surgiu, como se esperava, de uma jogada de bola parada. No final da partida, após confusão envolvendo todos os jogadores, Rhodolfo e Cuéllar foram expulsos e desfalcam a equipe na próxima partida.

O Flamengo começou elétrico. Com menos de um minuto, Diego deu belo passe de bicicleta no meio e achou Henrique Dourado, mas o atacante foi desarmado na hora do chute. O Vasco vinha para cima, mas a qualidade do elenco rubro-negro abafava as pretensões cruzmaltinas. E a superioridade virou gol logo. Aos 13, Everton Ribeiro arriscou de longe, Martin Silva soltou a bola nos pés de Vinicius Junior, que não perdoou. Foi o primeiro gol do jovem atacante contra o Vasco.

O gol esquentou o jogo. Porém, acordou o rival, que encontrou nos escanteios a melhor forma de jogar. E assim, chegaram ao empate. Aos 17, Pikachu bateu escanteio, Rios desviou e Wagner concluiu, colocando 1 a 1 no placar. O Flamengo começou a cair no jogo do Vasco, de faltas e de parar muito o jogo, atrapalhando o toque de bola, característica do time de Mauricio Barbieri. Restaram chutes de longe e bolas paradas, mas sem sucesso no primeiro tempo, que terminou empatado. No final, o capitão Réver saiu contundido e deu lugar a Rhodolfo.

O segundo tempo começou com o Flamengo apertando mais o Vasco em seu campo. Menos afobado e mais agressivo, o Rubro-Negro dominou completamente os 10 primeiros minutos, mas sem nenhuma chance de fato perigosa. Com o passar do tempo, o jogo foi equilibrando e muito concentrado no meio campo. As faltas paravam demais a partida e não deixavam a bola correr. E quando o lance bom veio, não valeu. Aos 19, Vinicius Junior armou o conta-ataque e achou Dourado livre na cara do gol. O atacante fez, mas a arbitragem anulou, marcando impedimento.

O jogo caiu demais de qualidade. Mesmo com 63% de posse de bola, o Flamengo tinha dificuldades para furar a retranca vascaína. Marlos Moreno entrou no lugar de Vinícius Junior, que saiu cansado, mas as faltas impediam um fluxo maior de jogo. O Vasco usava essa tática para evitar o toque rubro-negro. E obteve sucesso, pois o placar final de 1 a 1 foi melhor para os adversários.

Sobre Da Redação

Leia também

combustível

Preço da gasolina leva o consumidor a migrar para o álcool

No último dia 5 de setembro, o preço da gasolina nas refinarias havia alcançado R$ 2,2069, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!