domingo , 19 agosto 2018
Home / Destaque da capa / Nova Veneza recebe Festival Italiano

Nova Veneza recebe Festival Italiano

Evento pretende resgatar e e valorizar a cultura italiana/Foto: Divulgação

Festa contará com mostra de cinema, exposição fotográfica sobre o Carnaval de Veneza, além de novidades na gastronomia

Evento de resgate e valorização da cultura italiana, a 14ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza será lançada oficialmente no dia 5 de junho, às 9h, durante um café da manhã no Palácio das Esmeraldas, pelo governador de Goiás, José Eliton, e da prefeita de Nova Veneza, Patrícia Amaral.

O evento é um dos 15 festivais que é que compõem o Circuito Gastronômico de Goiás e será realizado de 7 a 10 de junho. A partir dessa edição, passa a contar também com o apoio oficial da Embaixada da Itália no Brasil.

Pelo menos 100 mil visitantes devem passar pela cidade nos 4 dias, o que o classifica como um dos grandes festivais culturais nacionais. Em sua 14ª edição, neste ano o festival cresceu 30% em sua estrutura física e 20% no número postos de trabalhos temporários gerados –  1200 no total. A previsão é de que o festival movimente mais de 2 milhões de reais na cidade que fica a 44 quilômetros de Goiânia e a 200 km de Brasília. O número de assentos aumentará de 4000 para 6000 para melhor acomodar o público.

De acordo com  Hermione Stival, presidente da Associação Pró-Festival Italiano de Nova Veneza (Afesti), os esforços da organização estão sendo feitos para torná-lo cada vez mais uma referência da cultura italiana no Estado. Além dos pratos típicos da cozinha italiana, música e danças italianas, a partir deste ano, novas atrações culturais temáticas serão agregadas à programação.

Um dos destaques é a mostra de cinema, que é realizada em parceria com a embaixada italiana e vai apresentar ao público cinco longa metragens daquele país. Os filmes contemporâneas serão legendados e terão entrada gratuita no Centro Cultural Pedro Peixoto, reformado para o evento. A exposição fotográfica “Carnavale di Venezia” é outra novidade do evento. A mostra de fotos é assinada pelo fotógrafo paraibano Francisco Andrade e retrata seu olhar para o tradicional carnaval de Veneza, uma das mais famosa festas da Itália.

Na gastronomia, também haverá novidades. Pela primeira vez o Festival contará com um estande dedicado exclusivamente para o café italiano, bebida que é considerada uma paixão entre os italianos. O evento abrigará uma edição especial da Carnivoria Open Air, um dos mais badalados festivais de churrasco do Brasil e que apresentará ao público os diferentes preparos para cortes nobres de carnes nobres, e claro, com aquele toque italiano.

Decoração

Algo que promete ser um grande atrativo para os visitantes na edição de 2018 do festival é a decoração da cidade. Como o a temática “Um dia em Veneza”, a Associação Pró-Festival de Nova Veneza (Afesti) vai decorar a praça central do município, onde o evento se concentra, com itens que lembram a cidade italiana, conhecida por ser uma das mais românticas do mundo. A organização do festival contratou atores que receberão os visitantes vestidos com fantasias que remetem ao carnaval de Veneza.

Em referência aos colonos italianos que deram origem à cidade, serão colocadas flâmulas com os nomes das famílias fundadoras. Figurinistas vestidos de gondoleiros, rainhas, princesas e mascarados – em referência ao Carnaval de Veneza – circularão pelo evento durante os quatro dias. A Cantina da Nona, cozinha oficial do evento, desde o dia 7 de maio está fazendo o pré-preparo dos ingredientes usados nos milhares de pratos que serão servidos. Os preços serão populares a partir R$ 15.

Sobre Nova Veneza

Nova Veneza é uma cidade há 44 quilômetros da capital Goiânia, que tem  60% de sua população formada por descendentes italianos. Reduto dos colonos italianos que vieram para o Brasil há mais de 100 anos, Nova Veneza  é símbolo da imigração no Estado. Stival, Bisinoto, Faquim e Bosco foram as primeiras famílias vindas da Itália e que se fixaram na região por volta de 1924, unindo-se aos Sousa, Alves, Santos, Ferreira, Vargas, Peixoto e Constantino. A localidade, por anos, ficou conhecida como “Colônia dos Italianos”, mas em 1958, tornou-se município e foi batizada de Nova Veneza.

 

 

 

Sobre Da Redação

Leia também

intercâmbio

Descubra como trabalhar e estudar no Canadá

Já pensou em fazer um curso profissionalizante e trabalhar em outro país? Conheça o Co-op …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!