segunda-feira , 20 agosto 2018
Home / Cultura / Casa do Cantador agora é também ponto de rock

Casa do Cantador agora é também ponto de rock

Banda baratas de Chernobyl será uma das atrações/Foto; Divulgação

Projeto idealizado pelo grupo Baratas de Chernobyl, Rock Cei traz bandas de Brasília e de fora para tocar de graça no local 

O rock and roll está em alta na Casa do Cantador. Em todas suas vertentes.  Progressivo, heavy metal, pop rock, punk e post punk. Conhecida como palco de repentes e de tantos ritmos nordestinos, a Casa do Cantador (Quadra 32 – Ceilândia Sul) virou agora palco de rock. O evento Rock Cei – Ocupação da Casa do Cantador – tem reunido bandas do Distrito Federal e convidados de outros estados em shows gratuitos no local.

No sábado, dia 16 de junho, será a vez da banda Baratas de Chernoby lançar no local seu primeiro CD de mesmo nome do grupo. As bandas Dögbite, Alarme, Podrera e Penúria Zero se apresentarão, ainda, a partir das 16h.

 Idealizado pelo grupo brasiliense Baratas de Chernobyl, o Rock Cei – Ocupação da Casa do Cantador –  quer valorizar a música autoral do Distrito Federal. A proposta pretende, ainda, promover uma interação da população com outros estilos musicais. Além de abrigar repentistas, forrozeiros, o cordel e suas rimas, a casa também quer virar ponto de encontro de rock.

 “Temos vários músicos talentosos no Distrito Federal. Queremos abrir portas para talentos do rock e levar um novo estilo para a Casa do Cantador e para galera da Ceilândia”, destaca o baterista do grupo, Ney Corrêa.

 A banda Baratas de Chernobyl surgiu a partir da junção de músicos dos grupos Nove Milímetros e Satélite Sonoro. A união aconteceu em agosto de 2014. Os componentes possuem uma vasta experiência na área musical e buscam suas influências em bandas da década de 80 como Joy Division, Echo and the Bunnymen, The Cure, The Smiths, Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Hojerizah, dentre outros.

A proposta do grupo, que toca apenas músicas autorais e canta em português, é oferecer ao público reflexões a partir do ritmo e das letras que falam do cotidiano das pessoas. Os arranjos musicais estabelecem uma sonoridade dançante e envolvente. Baratas de Chernobyl se destaca, ainda, por ter conquistado o 1º Festival de Música de Ceilândia para Brasília, realizado pela empresa Telrex Eletrônica. A premiação foi a produção de dois videoclipes pela produtora Kava Music.

No show, os integrantes Maurício Andrade (guitarra), Márcio Vilas Boas (contrabaixo), Ney Corrêa (bateria) e Elvis Rutherford (vocal), tocarão as 11 faixas do álbum autoral intitulado Baratas de Chernobyl dentre outras músicas que não estão nesse álbum.

Rock Cei – Ocupação da Casa do Cantador tem o patrocínio da Secretaria de Cultura do Distrito Federal e do FAC – Fundo de Apoio à Cultura.

Conheçam as bandas do Rock Cei –

Dögbite –

Dögbite é um power trio que mescla influências do heavy metal e do punk. O grupo é  inspirado no bom e velho punk britânico de bandas como Discharge e The Varukers, quanto no heavy metal/rock n’ roll de grupos como Tank e Motörhead.  A banda iniciou suas atividades em dezembro de 2015 e tem em seu line-up músicos que atuam há bastante tempo no cenário underground do Distrito Federal. Yuri (bateria), Jammes (baixo) e Möa (guitarra/vocal), praticam uma música crua, direta e agressiva, com elementos algumas vezes mais técnicos e outras vezes mais calcados nas atmosferas típicas do UK ’82 hardcore/punk. Sem pretensões de inovar ou de serem originais, se dedicam a uma tentativa de recriar sonoridades que hoje só se encontram no underground mais sujo e obscuro.

Alarme –

A banda Alarme foi formada em 1988 no Gama –  DF. Desde a sua criação o grupo vem mantendo a ideologia punk de contestação e questionamento. Compõem o time Valbert Nenen (guitarra / vocal), Leandro Animal (baixo) e Albert Core (bateria / vocal).

Penúria Zero-

No ano de 2005, em Luziânia/GO, três amigos (Adelmo, Tuttis e Raniere), fãs do estilo punk rock, se juntaram para fazer protesto em forma de música, criando a banda Penúria Zero. (A banda não tinha baixista). Infelizmente, por problemas pessoais da vocalista Tuttis, a banda “encerrou” suas atividades no ano de 2006.

Reformada em 2011 pela Tuttis, a banda voltou com muita força e determinação. E apesar de vários integrantes terem deixado a banda, ela continuou o projeto com novos nomes como o guitarrista Sopão, o baterista Biscoito e a baixista Gril, que, juntos resolveram reformular a proposta da banda sem deixar o punk rock hc de lado. Essa parceria durou por quase um ano e meio. No final de 2012, saiu Gril e entrou a baixista Fabi.

Agora a banda Penúria Zero está completa, mostrando o seu punk rock hc em vários locais do entorno e DF. A banda já participou de eventos tradicionais na cena underground como: Headbangers Attack (2013), Dia Munidal Do Rock (2013), Ferrock (2014) e Porão do Rock (2014). Também já se apresentou fora do DF, no Festival Correntezas em Correntina/BA (2012), em Goiânia (2015), no This is Festival, Festival Autonomia é o Caminho em Vitória da Conquista/BA (2015) e em Paracatu/MG (2017).

Em 2017 a banda finalizou a produção do primeiro CD. Atualmente a banda conta com 3 clipes oficiais e 1 CD.

Podrera –

A banda Podrera foi formada em 1998 com a proposta de fazer um som rápido, direto e que se aproximasse do trash metal e crossover. As músicas falam de questões sociais, políticas e do cotidiano. Durante esses 20 anos de existência, a banda passou por várias formações. Sua formação atual conta com Jonathan (vocal), Marcelo (bateria), Josefer Aires (baixo) e Dario Santos (guitarra). A banda possui várias participações em coletâneas nos mais diversos estados brasileiros, tais como Tocantins, Goiás, Minas Gerais, Brasília e entorno. No seu currículo musical possui um DVD CD produzido no ano de 2010 intitulado Live Riacho Fundo 2, um EP intitulado Mundo Imundo, de 1998, e um EP intitulado Nós Vemos o Mundo Assim, de 2002. Para 2018, o grupo está finalizando um novo CD.

Serviço:

Rock Cei – Ocupação da Casa do Cantador

Data: 16 /06/2018

Local: Casa do Cantador (Quadra 32 – Área Especial G- Ceilândia Sul)

Horário: 16h

Informações: 3378-5067

Entrada franca.

Classificação livre.

Sobre Da Redação

Leia também

Trampa

Rock Trampa lança álbum com orquestra sinfônica

Em novo trabalho, grupo brasiliense faz releitura de diversas canções da carreira em formato acústico …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!