terça-feira , 17 julho 2018
Home / Destaque da capa / Brasil X Bélgica: brigam hoje por vaga na semifinal

Brasil X Bélgica: brigam hoje por vaga na semifinal

Brasil X Bélgica | Foto: Divulgação

Se perguntado antes do pontapé inicial de qualquer Copa do Mundo da FIFA para prever qual equipe fará o maior número de gols, muitas pessoas escolheriam o Brasil. Afinal, a Seleção é tradicionalmente conhecida por seu talento para o espetacular, sua sede de gols e seu ‘Joga Bonito’. No entanto, na Rússia de 2018, o total atual de sete gols dos sul-americanos o coloca em quinto lugar nas paradas de pontuação, cinco atrás da equipe principal, a Bélgica.

De fato, o retorno dos Red Devils de 12 gols e apenas quatro contra é quase mais brasileiro. No entanto, o marechal defensor do Brasil, Thiago Silva, ajudou sua equipe a passar 310 minutos sem sofrer gols, formando o pior backline nessas finais mundiais, com apenas um gol solitário contra o momento. Apenas raramente o Brasil encontrou o equilíbrio entre o ataque controlado e a defesa disciplinada, tanto quanto na Rússia.

Em contraste, os belgas provaram ser vulneráveis ​​nas costas. No entanto, com jogadores como Romelu Lukaku – que está em segundo lugar na classificação nesta Copa do Mundo com quatro gols – e Eden Hazard, eles também se mostraram capazes de marcar ou criar algo a qualquer momento. Não é por acaso que eles são rotulados como a geração de ouro do país.

Eles podem tirar o melhor dos cinco vezes campeões mundiais em Kazan e passar para os últimos quatro? Isso significaria que a Bélgica venceria a quinta partida consecutiva da Copa do Mundo, o que estabeleceria um novo recorde nacional. A primeira e única vez que os times se enfrentaram na final mundial foi nos oitavos-de-final em 2002, quando Rivaldo e Ronaldo conseguiram a vitória de um time brasileiro que iria conquistar o título. Isso é um resultado que os atuais playeiros Neymar e Philippe Coutinho, que já estiveram envolvidos diretamente em três gols, sem dúvida ficariam mais do que felizes em imitar.

Giancarlo Giampietro com o Brasil [Siga em: Twitter | Facebook ]

Este lado brasileiro bem equilibrado sabe que eles estão em uma batalha e estão preparados para isso. A ausência de Casemiro é um grande golpe, mas o seu substituto, Fernandinho, é também um meio-campista completo, mesmo que não seja fisicamente imponente e tenha uma enorme tarefa pela frente contra a Bélgica. O Red Devils terá que enfrentar o Neymar em forma, que brilhou contra o México e é sem dúvida o melhor jogador que permanece no torneio.

Simon Massart com a Bélgica [Siga em: Twitter | Facebook ]

O último jogo foi difícil e o técnico Roberto Martinez provavelmente terá aprendido algumas lições com as dificuldades de seu time naquela rodada de 16 partidas. Marouane Fellaini e Nacer Chadli, que entraram como substitutos naquele jogo contra o Japão, podem estar na linha de largada, o que exigiria alguns pequenos ajustes táticos. Esta quarta-feira representa uma das últimas oportunidades para a Bélgica brilhar ao mais alto nível, com a melhor equipa na sua história. Vale a pena notar que esta será a primeira vez que a Bélgica enfrenta o Brasil, acreditando realmente que pode vencer.

Você sabia?

Desde os EUA em 1994, o Brasil sempre alcançou pelo menos as quartas-de-final de uma Copa do Mundo. Em 1994 e 2002, eles foram coroados campeões, enquanto terminaram como vice-campeões em 1998.

Possíveis 

Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda, Filipe Luis / Marcelo; Fernandinho, Paulinho; Willian, Philippe Coutinho, Neymar; Gabriel Jesus

Bélgica: Thibaut Courtois; Jan Vertonghen, Vincent Kompany e Toby Alderweireld; Axel Witsel, Kevin De Bruyne, Nacer Chadli, Thomas Meunier; Marouane Fellaini,

06/07  =  BRASIL X BÉLGICA  =  15 HORAS

Sobre Da Redação

Leia também

José Dirceu

PF investiga conta na Espanha atribuída a Dirceu

Ex-ministro foi condenado por Moro em duas ações penais a penas que somam 32 anos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!