terça-feira , 16 outubro 2018
Home / Concursos / Tudo que você sempre quis saber sobre a PRF

Tudo que você sempre quis saber sobre a PRF

Foto: Agência Brasil

A carreira de Policial Rodoviário Federal desperta muita curiosidade entre os nossos alunos, pensando em vocês eu bati um papo com um grande amigo e encontrei a resposta para as principais dúvidas sobre a carreira

  • Quanto ganha um PRF?
  • Qual é a escala de um PRF?
  • Quais são os locais de trabalho do PRF?
  • A PRF tem alguma unidade de operações especiais?
  • Qual arma o PRF recebe quando sai da academia de polícia?
  • O TAF é difícil? Como você se preparou?
  • É possível mudar de local de trabalho na PRF?
  • É perigoso ser PRF?
  • Tem mulher na PRF?
  • Tem algum trabalho interno, administrativo na PRF?
  • Deficiente físico pode ser PRF?
  • Tecnólogo pode ser PRF?
  • Quais viaturas a PRF usa?
  • Como é o plano de carreira da PRF?

Quanto ganha um PRF?

A remuneração de um PRF varia entre R$9,473,57 para Terceira Classe Padrão I (Inicial) e a Classe Especial padrão III (final) de R$ 15.839,56. Existe um acordo de aumento salarial com o governo que deve elevar o salário inicial para R$ 9.899,88 em 2020.

Qual é a escala de trabalho de um PRF?

A PRF possui diversas escalas que podem ser aplicadas para execução das atividades operacionais, a principal delas é a “24/72”, onde trabalha-se 24 horas com um período 72 horas de descanso. Outras também podem ser adotadas, tais como “12/36”, “12/24 – 12/48”. Existem ainda outras opções, onde até mesmo o horário de expediente tradicional é uma possibilidade. Todos esses modelos devem ter como referência uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Quais são os locais de trabalho do PRF?

A Polícia Rodoviária Federal está presente nas 27 Unidades da Federação e em torno de 73mil km de Rodovias Federais em todo o país. A PRF, também, pode atuar em áreas de interesse da União.

Sua estrutura administrativa é formada por uma unidade central, o Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), e as unidades estaduais, nominadas de Superintendências Regionais, que por sua vez, se organizam em unidades menores dentro do estado ou distrito federal, essas chamadas Delegacias.

O PRF é lotado nas delegacias, nas superintendências regionais ou no DPRF. As primeiras estão, geralmente, nas cidades mais estruturadas, próximas a sua circunscrição de atuação. Já as superintendências se localizam nas capitais do país.

Mensalmente o PRF é escalado, para trabalhar em uma Unidade Operacional (Posto PRF), em equipes táticas ou especializadas, ou até mesmo em áreas administrativas (Gestão).

A PRF tem alguma unidade de operações especiais?

Em cada unidade regional ou superintendência existe um Núcleo de Operações Especiais – NOE e nas Delegacias podem funcionar grupos especializados ou táticos. A função dos NOE é cumprir missões específicas, como operações de enfrentamento à criminalidade, de redução da violência no trânsito, direitos humanos, entre outras.

Qual arma o PRF recebe quando sai da academia de polícia?

Atualmente ele recebe uma Taurus PT 840, calibre .40.

O TAF é difícil? Como você se preparou?

O Teste de Aptidão Física é medido por pontuação, de acordo com a performance no exercício, em cada um dos 4 exercícios (Flexão de Barra Fixa, Impulsão Horizontal, Flexão Abdominal, Corrida de 12 minutos). No último edital ele teve caráter eliminatório, ou seja, o não atingimento da nota mínima em cada exercício, bem como da média mínima das notas de cada exercício, eliminava o candidato.

O teste não é difícil, mas pode ser desafiadora para uma pessoa sedentária, no momento da prova. Me preparei 1 mês antes do teste, com reforço muscular, treinos aeróbicos e simulações das provas. Acredito que, mesmo uma pessoa que não esteja atualmente praticando exercício regular, com 3 meses de preparação provavelmente ela alcançarás os índices mínimos.

É possível mudar de local de trabalho na PRF?

É possível sim, observando as orientações dadas para o tema no artigo 36 da lei 8112/90. A PRF também possui normativos internos que regulamentam o tema. Deve-se atentar, também, para restrições de permanência, caso existam no edital de concurso. As principais modalidades de remoção, são por interesse da administração, a pedido através de concurso interno, e por permutas entre policiais, desde que atendam as disposições dos normativos citados.

Importante! Quem faz o concurso deve estar preparado para trabalhar em qualquer lugar do país, tendo a expectativa de ficar neste local em média por três anos.

É perigoso ser PRF?

Segurança é redução de risco. A profissão de policial te expõe a riscos diferentes da daqueles que sofrem a maioria da população, riscos estes no âmbito profissional, e na vida privada. Entretanto existem procedimentos e comportamentos pessoais que trabalhamos durante a formação e ao longo da carreira que nos permite controlar essa exposição.

Tem mulher na PRF?

A PRF possui muitas mulheres em seu quadro funcional. Nos anos de 2011 a 2017, inclusive, a PRF foi dirigida por uma mulher, Diretora Geral, chamada Maria Alice do Nascimento.

Tem algum trabalho interno, administrativo na PRF?

A PRF possui atividades de suporte à logística adequada ao emprego do trabalho policial, assim como outras grandes corporações públicas e privadas, possui uma governança corporativa que necessitam de direcionamentos, monitoramentos e avaliações. Também possui projetos e processos que precisam ser planejados, executados, checados e otimizados para o bom andamento da instituição.

Deficiente físico pode ser PRF?

Sim, estes concorrem em igualdade de condições com os outros candidatos, nos diversos pré-requisitos previsto em edital, com as ressalvas ali previstas. No Edital 2013, as restrições estavam destacadas no anexo III.

Tecnólogo pode ser PRF?

Conforme a Resolução CNE/CP 3 de 18 de dezembro de 2002, (http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CP032002.pdf), Art. 4º, “os cursos superiores de tecnologia são de graduação, com características especiais, e obedecerão às diretrizes contidas no Parecer CNE/CES 436/2001 e conduzirão à obtenção de diploma de tecnólogo”. Desde que reconhecidos pelo Ministério da Educação, a apresentação de diplomas desses cursos é preenchimento do requisito de ingresso no cargo previsto na Lei nº 9.654, de 2 de junho de 1998.

Quais viaturas a PRF usa?

A PRF possui viaturas automóveis sedans, SUVs, camionetes, motocicletas, ambulâncias, caminhões boiadeiros,  guinchos, aeronaves de asa fixa e de asa rotativa, cada uma destinada a seus respectivos fins.

Como é o plano de carreira da PRF?

Na PRF todos os servidores policiais possuem o mesmo cargo de Policial Rodoviário Federal. Existe um plano de progressão que é organizado em classes, e cada classe é subdividida em níveis intermediários, denominados padrões:

Todo ano, o policial é submetido a uma avaliação de desempenho individual, se ele alcançar a pontuação necessária ele muda de padrão. Nesta avaliação são considerados aspectos de aptidão física, avaliações panorâmicas  e produtividade . Quando ele chega no último padrão da classe, na próxima avaliação ele recebe a progressão de classe. Com o plano atual, normalmente, ele chega ao último padrão da última classe em 18 anos de carreira.

Esse plano não está relacionado com a hierarquia funcional na PRF, ou seja, o policial da Classe Especial, não necessariamente será chefe do policial da Segunda Classe. As chefias são funções que o PRF recebe temporariamente, quando ele assume a responsabilidade de alguma área. Após deixar essa responsabilidade e perde a função de chefia.

 

Fonte: Estratégia Concursos

Sobre Da Redação

Leia também

espetáculo

“Encerramento do Amor” em curta temporada no Sesc

Apresentação será exibida nos dias 20 e 21 de outubro (sábado e domingo), sempre às …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!