Foto/Divulgação

Muda pouco, mas sem perder o caráter de esportivo raiz

O Honda Civic Si baseado na décima geração do Civic sedã é vendido no Brasil desde 2018, mas ainda é espécime rara em nossas ruas. Também pudera, pois além de custar R$ 179.900, ele é um dos últimos esportivos com câmbio manual.

Na linha 2020, o cupê importado do Canadá ganhou equipamentos e recebeu discretos retoques visuais. As rodas de liga leve de 18 polegadas são pintadas de preto fosco e os novos faróis de neblina de LED ganharam uma moldura com um friso na cor da carroceria.

No interior, a Honda apostou na cor vermelha para reforçar o caráter esportivo ao aplicar um filete atravessando o painel e novas faixas nos bancos dianteiros. Entre as novidades na cabine, também há sensor de chuva, carregador de celular por indução e o sistema que amplifica o som do motor nos alto-falantes.

A parte mecânica também mudou pouco. O diferencial teve a relação encurtada em 6% para aprimorar as acelerações, mas o Civic Si continua levando sob o capô uma versão melhorada do motor 1.5 turbo com injeção direta de gasolina do Civic Touring, que entrega 208 cv de potência e 25,6 kgfm de torque (ganho de 35 cv e 4,1 kgfm).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
13 − 1 =