Jeep Compass reestilizado mostrado no Salão de Guangzhou, na China

Antecipa as atualizações previstas para a linha 2022 do modelo fabricado em Pernambuco, que será lançado por aqui no segundo trimestre do ano que vem.

O Compass nacional deverá adotar o visual do carro chinês, que recebeu retoques externos sutis, deixando as mudanças mais importantes para o interior.

Por fora, o SUV recebeu um para-choque redesenhado, com um nicho horizontal interligando os faróis de neblina. A grade manteve as tradicionais sete fendas, porém, mais largas. Já os faróis principais estão mais estreitos que os do modelo anterior.

A Jeep preferiu não mexer no desenho da traseira, mas o Compass brasileiro poderá receber alguma atualização, como lanternas com novo arranjo luminoso

Por fim, a cabine mostra um salto em sofisticação. Completamente redesenhado, o painel adota linhas horizontais, com destaque para uma faixa central revestida de material que imita couro. A nova central multimídia Uconnect 5 utiliza uma tela de 10,25 polegadas do tipo flutuante.

Logo abaixo estão as saídas de ar-condicionado, mais estreitas, e os botões físicos que comandam o climatizador. O novo console central, além separar os postos do motorista e do passageiro, abriga os controles do sistema de tração das versões 4×4, substituindo o antigo botão giratório.

Além dessas mudanças, o Compass 2022 terá painel de instrumentos com tela totalmente digital de 10,1 polegadas e carregador de celular por indução – ao menos nas versões mais caras.

Na China, o Compass estreia o novo motor GSE 1.3 turbo a gasolina de 177 cv de potência, combinado ao câmbio automatizado de dupla embreagem de sete marchas. Por lá também é oferecido um 1.4 turbo de 163 cv, mais antigo, com transmissão automática de nove velocidades e tração integral.

O 2.4 aspirado de 182 cv  24 kgfm (o mesmo utilizado pela Fiat Toro no Brasil até a linha 2020) também é cogitado para o mercado chinês.

No Brasil, o Jeep Compass 2022 substituirá o 2.0 flex aspirado pelo 1.3 turbo, mas adaptado para também beber etanol e atrelado a um câmbio automático CVT. O 2.0 turbodiesel de 170 cv seguirá oferecido com transmissão automática de nove marchas e tração 4×4.

Fotos: Reprodução Jeep

 

SOBRE O AUTOR

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
11 × 26 =