Triunfo em Porto Alegre, deixa time argentino perto da classificação

Torcida extremamente desconfiada pelo mau desempenho recente do Internacional e gramado do Beira-Rio encharcado pela intensa chuva que caiu em Porto Alegre minutos antes do jogo, esse foi o ambiente no início da partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores entre o Colorado e o Boca Juniors na noite desta quarta-feira (2).

Mas os primeiros minutos mostraram que o pessimismo dos colorados não era justificado. Pelo menos até ali. O time brasileiro começou melhor na partida. Mesmo sem criar grandes chances nessa fase do jogo, era o Internacional que ficou mais perto de marcar. O meia Patrick pegou rebote de um escanteio e finalizou pela primeira vez. Poucos minutos depois foi a vez de o volante Lindoso chegar com perigo: ele recebeu no bico direito da grande área e chutou, e a bola bateu na rede do Boca, mas pelo lado de fora.

Depois, a equipe argentina cresceu e passou a ser dominante. Aos 30, Villa aproveitou falha do zagueiro Zé Gabriel e partiu em velocidade ainda do campo de defesa para criar a melhor chance dos primeiros 45 minutos. Dentro da área, ele bateu cruzado e a bola passou perto do gol do Marcelo Lomba. Aos 44, Villa levou perigo outra vez ao passar pelo lateral-direito Heitor e mandar uma bomba de longe. O goleiro brasileiro foi forçado a trabalhar para manter o placar fechado.

Gol de Tévez

Na volta do intervalo, o Colorado voltou com força. Logo aos 3 minutos a equipe de Porto Alegre conseguiu a melhor chance, quando Heitor invadiu a área do Boca Juniors driblando e finalizou forte. A bola desviou na zaga e passou por cima do travessão com muito perigo.

Aos cinco minutos foi a vez de o time argentino chegar bem. Carlos Tévez pegou a sobra dentro da área e finalizou, mas Marcelo Lomba salvou o Inter. Só que o lance foi invalidado por impedimento.

Aos 12 o Inter teve outra bela chance, quando Uendel cruzou da esquerda e Rodrigo Lindoso, livre na pequena área, não conseguiu mandar de cabeça a bola para o gol.

E quando o Colorado era melhor, Zé Gabriel falhou mais uma vez, Salvio tocou para Carlos Tévez. O atacante argentino teve todo espaço e tempo para dominar e finalizar fraco para deslocar Lomba e abrir o placar. Na comemoração, ele homenageou Diego Maradona, que faleceu na última quarta-feira (25), e recebeu o cartão amarelo.

Os minutos restantes foram de amplo domínio do Boca Juniors. A única exceção veio aos 34 minutos, quando Leandro Fernández bateu falta muito bem para o Inter, mas a bola parou na trave direita do goleiro Andrada.

Porém, o resultado foi o que muitos colorados temiam. Outra derrota do Inter, de 1 a 0 para o Boca. A terceira seguida jogando no Beira-Rio. A partida de volta acontece na próxima quarta-feira (9), a partir das 21h30 (horário de Brasília), no estádio da Bombonera, em Buenos Aires. Para se classificar, o Inter precisa vencer. Vitória por 1 a 0 dos brasileiros leva o jogo aos pênaltis. Qualquer outra vitória do Inter levará o Colorado às quartas de final. Antes disso, no domingo (6), o time volta a campo para visitar o líder do Brasileiro, Atlético Mineiro, em Belo Horizonte.

Veja a tabela atualizada da Taça Libertadores.

 

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
21 − 3 =