Evento será realizado por meio de transmissão no YouTube da Emater-DF, nesta quinta-feira (21), às 19h

A Coopindaiá (Cooperativa Mista da Agricultura Familiar, do Meio Ambiente e da Cultura do Brasil), gestora do Mercado do Peixe, vai apresentar nesta quinta-feira (21), às 19h, a proposta para compra de peixes de produtores do Distrito Federal e Entorno. O Mercado do Peixe funciona com vendas diretas do produtor/piscicultor ao consumidor.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Para evitar aglomerações e risco de contaminação pelo novo coronavírus, além do deslocamento de produtores, a reunião será por meio de transmissão digital, pelo canal do YouTube da Emater-DF. A proposta, com os critérios para compra de pescado diretamente de produtores, será apresentada pelo presidente da cooperativa, Luciano Andrade de Carvalho, e mediada pelo coordenador de Piscicultura da Emater-DF, Adalmyr Borges.

No momento da apresentação, os telespectadores poderão enviar suas dúvidas por meio do chat do YouTube. Todas as questões serão repassadas ao mediador e serão sanadas ao vivo pelo presidente da Coopindaiá. A reabertura do Mercado do Peixe, realizada em outubro do ano passado, tem como objetivo estimular a piscicultura no DF, levar pescado diretamente dos produtores da região para os consumidores e servir como referência na comercialização de peixes de qualidade.

Limpeza de pescado no Mercado do Peixe – Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Brasília é o terceiro maior mercado consumidor de peixes do Brasil, perdendo apenas para as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. Na capital do país, o consumo per capita é de 14 quilos por ano, contra 9,5 quilos da média nacional. Apesar de a área de cultivo de pescados na capital ser pequena, o DF possui grande densidade demográfica de consumidores e produtores de peixe, sendo assim uma região estratégica para o mercado.

A Coopindaiá faz a gestão e operacionalização da estrutura e bens que compõem o Mercado do Peixe, em regime de mútua cooperação com a Seagri. Em dezembro de 2019, a Secretaria de Agricultura lançou edital para a seleção de uma cooperativa para gerir o local e a entidade foi a vencedora do processo.

“Acompanhamos todo o processo de reabertura do Mercado do Peixe de Brasília e a escolha da Coopindaia, cooperativa aqui da região, para nova administração do empreendimento. Com o início das operações de compra, processamento e comercialização, estamos com uma grande expectativa de que a atividade de criação de peixes e de camarões aqui na região do DF e Entorno passe por um grande crescimento. Ter um lugar certo para comercializar a produção, com preços justos, faz toda a diferença”, destacou o coordenador de piscicultura da Emater.

A Emater-DF tem apoiado a Coopindaiá na capacitação de trabalhadores no processamento de pescado e na organização dos aquicultores para produção e comercialização no Mercado do Peixe de Brasília.

As direções da Emater-DF e da Secretaria de Agricultura (Seagri-DF) farão a abertura do evento. O Mercado do Peixe é resultado de política pública do Governo do Distrito Federal (GDF) por meio da Secretaria de Agricultura, com o apoio da Emater-DF e da Ceasa.

* Com informações da Emater-DF

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
50 ⁄ 25 =