Foto: Divulgação/ Pininfarina

Hiper-esportivo elétrico vai de 0 a 100 km/h em 2 segundos

O estúdio italiano de design, Pininfarina, é conhecido por produzir alguns dos carros mais bonitos da história, a empresa está marcando presença no Salão de Genebra com um superesportivo próprio (ou melhor hiper-esportivo) chamado Battista. O bólido dotado de motorização elétrica pode atingir os 100 km/h em 2 segundos (isso mesmo 2 segundos, ele é mais rápido que um carro de F1) e atinge uma velocidade final de 350 km/h, apenas 150 exemplares serão produzidos.

Segundo a Pininfarina, o Battista representa uma revolução entre os carros superesportivos, uma prova que é possível combinar desempenho extremo sem beber uma gota de gasolina, ele tem desempenho semelhante ao de um carro de F1, com uma potência equivalente a 1,900 hp e 230 kgfm de torque, para se ter uma ideia o Battista tem quase o triplo da potência de um Lamborghini Aventador que usa um beberrão motor V12. Já a autonomia também surpreende, o Batista em condições normais de uso pode rodar por até são 450 km com uma carga completa das baterias.

pininfarina battista

pininfarina battista

Mais veloz que um F1

Em uma aceleração constante partindo de 0 km/h, o Pininfarina Battista alcança os 100 km/h em menos de 2 segundos, porém talvez o que mais chama atenção e de forma certa forma assusta, é que ele é capaz de alcança os 300 km/h em 12 segundos, e pode ir até os 350 km/h.

Este desempenho impressionante em relação a aceleração, pode ser explicada pelos motores elétricos, ao contrário dos carros a combustão que produzem sua potência de forma gradual de acordo com a rotação do motor, em um carro elétrico toda a potência e o torque estão disponíveis quase que de forma instantânea ao pisar no acelerador, o que cria uma capacidade assustadora de aceleração, praticamente impossível de se ter em um carro a gasolina.

pininfarina battista

Conjunto mecânico e as baterias foram criadas pela Rimac

O conjunto mecânico e elétrico do Pininfarina Battista é todo desenvolvido por uma empresa a parte, a Rimac Automobili, uma companhia relativamente nova, fundada em 2009 na Croácia, que trabalha exclusivamente no desenvolvimento de super motores para carros elétricos, a Pininfarina investiu inicialmente 100 milhões de euros para a Rimac desenvolver e construir os motores elétricos do Battista, enquanto a própria Pininfarina ficará a cargo da montagem da carroceria e do interior, tudo será feitos a mão de forma artesanal.

pininfarina battista

Uma usina elétrica sobre rodas

Claro que para tirar 1900 cv de um carro elétrico não é algo fácil, de acordo com a fabricante, foi necessário uma engenharia bastante inovadora, o Battista possui um enorme conjunto de baterias distribuídas sob o assoalho do carro em formato de “T” envolvo por uma carcaça protetora em fibra de carbono, juntas estas baterias formam uma pequena usina elétrica com capacidade para gerar 120 kWh, a eletricidade alimenta quatro motores, um sobre cada roda.  Com esta grande quantidade de baterias um grande problema é como impedir que elas literalmente derretam devido ao aquecimento, para isso a Pininfarina desenvolveu um sistema de refrigeração a líquido, com nada menos do que 5 radiadores espalhados pelo carro.

pininfarina battista

Apesar de ser um carro com aspecto bastante futurista o Pininfarina Battista é um carro homologado para rodar nas ruas. Na traseira há dois pequenos aerofólios ativos, que se elevam de acordo com a necessidade, por exemplo nas frenagens elas se elevam completamente para ajudar a parar o carro, enquanto que em velocidades mais elevadas, elas se abrem de forma mais suave para ajudar a melhorar a estabilidade.

pininfarina battista

Outro recurso legal de ser comentado, é com relação aos freios, o Pininfarina Battista, usa um dos freios mais potentes já colocado em um automóvel de rua no mundo, com discos de cerâmica e carbono com 390 mm de diâmetro cada, na dianteira e traseira, ambos mordidos por super pinças de seis pistões, a energia gerada nas frenagens ajuda a recarregar as baterias do motor elétrico, a suspensão é ajustável de forma eletrônica.  As rodas são aro 21, elas são calçadas por pneus especiais Pirelli P Zero.

pininfarina battista interior

O interior do Pininfarina Battista também impressiona, combina estilo futurista e tecnológico com materiais nobres como couro e alumínio, envolto por uma arquitetura minimalista, destaque para as duas telas de TFT, que exibe as informações do carro da carga das baterias de lítio dos quatro motores elétricos a velocidade, além da imagens do GPS, atrás do volante em uma pequena tela é mostrado a velocidade.

pininfarina battista

História de sucesso da Pininfarina

O bólido é uma belo presente para celebrar o aniversário de 90 anos do estúdio pininfarina, que vai ocorrer no próximo ano. Seu visual é quase tão arrebatador quanto o desempenho, lembra em muito os carros da Ferrari em especial a 488 Pista, e isso não é por acaso, vale lembrar que ao longo de quase nove décadas a Pininfarina desenhou mais de 90 modelos para a Ferrari, inclusive alguns dos carros mais lendários da marca italiana, como a F-40 e a Enzo, além de outras marcas como Fiat, Alfa Romeo, Maserati, Peugeot, e até mesmo para montadoras fora da Europa como Mitsubishi, GM e Chery.

O nome Battista é uma homenagem ao fundador da empresa, Giovanni Battista “Pinin” Farina que morreu em 1966, aos 72 anos.

pininfarina battista

pininfarina battista

 

Fonte: Encontracarros.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
6 + 12 =