SUV é ágil e brilha no fora de estrada com consumo razoável de combustível e lista generosa de equipamentos

RESUMINDO A NOTÍCIA

  • Renegade Longitude é vendido por R$ 146,9 mil
  • Motor diesel tem 170cv de força e 35,7 kgfm de torque
  • Consumo é de 10,7km/litro em percurso misto
  • Câmbio é automático de 9 marchas e a tração é nas quatro rodas

Força do motor se nota desde as baixas rotações

Quem nunca andou no Renegade 4×4 equipado com motor diesel não tem a menor ideia de sua capacidade off-road. Pouco diferente no visual, é na terra e na estrada que o SUV da Jeep prova suas qualidades. O R7-Autos Carros avaliou uma das versões mais equipadas já na linha 2021, a Longitude, equipada com motor Multijet turbodiesel. Com recentes aumentos de R$ 5 mil em toda a linha, ele ficou mais caro a ponto de disputar espaço com Pickups diesel de entrada mas com características únicas para um bom off-road.

O visual é o mesmo porém nesta versão o Renegade traz a cor verde Recon, um tom mais escuro que reforça sua proposta fora de estrada. Bem equipado traz itens como ar-condicionado digital dual zone, central multimídia de 8,4 polegadas, faróis de neblina, sensor de estacionamento traseiro, rodas de 18 polegadas com desenho exclusivo, tração 4×4 com seletor de terreno, controle de descida entre outros itens.

Visual é o mesmo, porém nesta versão o Renegade traz a cor verde Recon

E fomos para a terra com o Renegade. Afinal, o Crossover já está “cansado” de críticas rendidas ao motor flex que está prestes a mudar. Andamos em estradas de terra, cascalhos e em muitas subidas e descidas enlameadas.

Versão Longitude é equipada com motor Multijet turbodiesel

Nestes ambientes é onde o motor diesel tem seu brilho. São 170cv de força e 35,7 kgfm de torque associado ao câmbio automático de 9 marchas e a tração 4×4. A força do motor se nota desde as baixas rotações mantendo relativo silêncio mas com controle total.

Renegade tem bom nível de acabamento

Em descidas numa ladeira cheia de pedras soltas e valetas profundas o Renegade cumpriu com facilidade apesar da altura do solo que poderia ser um pouco mais generosa. Como usa pneus comuns Bridgestone a opção para quem vive em trilhas e terrenos difíceis a melhor opção é trocar o conjunto. Falando em senões outras características são mantidas no Renegade que tem bom nível de acabamento, espaço interno generoso na cabine e nem tanto no porta-malas de 273 litros.

Renegade é a única opção 4x4 à venda no país após o fim da marca Troller

No total nossa avaliação resultou em consumo de 10,7km/litro em percurso misto, boa parte no fora de estrada.

No geral o Renegade é a única opção 4×4 à venda no país após o fim da marca Troller, após o anúncio de que a Ford deixaria de fabricar veículos no país. Além dele, a opção do consumidor é ir para as Pickups. Entre os modelos pequenos há opção do Suzuki Jimny que é movido a gasolina mas oferece tração 4×4 assim como o S-Cross e o Vitara. Na gama dos modelos diesel o Renegade dispõe das versões Moab, mais simples, de R$ 136,9 mil, a Longitude avaliada pelo R7, por R$ 146,9 mil e a Trailhawk de R$ 158,2 mil.

Fotos: JEEP/REPRODUÇÃO

 

Fonte: AUTOS CARROS | Marcos Camargo Jr/ r7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
10 + 13 =