Foto: Vanderley Soares

Corridas foram vencidas pelos tricampeões Daniel Serra e Ricardo Maurício. Debutantes da Stock Car não tiveram a estreia dos sonhos

Começou a Stock Car 2021. E começou quente. Duas corridas bastante agitadas que mostraram o acerto na mudança de formato, para duas corridas mais curtas e sem intervalo entre elas. A novidade trouxe provas mais dinâmicas, mas em Goiânia foi com velhos vencedores. Entre eles, o fato de serem os dois últimos campeões da Stock Car, serem ambos tricampeões, e ambos defendendo o mesmo time, a Eurofarma-RC. Daniel Serra foi o vencedor da corrida 1 e Ricardo Maurício triunfou na 2.

Na primeira largada do ano, o pole position Cacá Bueno perdeu a liderança para Daniel Serra já na primeira volta e após a rodada de pit stops obrigatórios via-se na terceira posição, escoltando a dupla da Eurofarma-RC que tinha Ricardo Maurício na liderança. Na volta 14 das 17, o campeão de 2020 cometeu um erro na curva 1 e acabou rodando, entregando de bandeja a ponta ao companheiro de equipe e o segundo posto a Cacá.

Allam Khodair completou o pódio em terceiro, mas está sob investigação dos comissários por uma suposta irregularidade na largada. Na prova ainda foram desclassificados Rubens Barrichello e Ricardo Zonta, que fizeram seus pit stops fora da janela obrigatória pelo regulamento. Cesar Ramos foi o quarto colocado, com Bruno Baptista, Thiago Camilo, Denis Navarro, Gabriel Casagrande, Ricardo Maurício e Gaetano di Mauro fechando os dez primeiros que inverteram as posições para a segunda largada.

Com a inversão, Gaetano di Mauro largou na frente com o carro da KTF tendo Ricardo Maurício em seu encalço. Na quarta volta, a ultrapassagem que definiu a liderança e o vencedor da corrida 2. Gabriel Casagrande, que largou em terceiro com o carro da A.Mattheis-Vogel, fechou o segundo pódio do dia dominado pelos modelos Chevrolet Cruze. Denis Navarro, Daniel Serra, Thiago Camilo, Bruno Baptista, Cesar Ramos, Guilherme Salas – o segundo aniversariante do dia -, e Átila Abreu, fecharam os dez primeiros.

Os estreantes não tiveram um domingo para guardar na memória: Tony Kanaan, debutando na Stock Car pela Texaco-Full Time, abandonou a corrida 1 depois de uma batida na curva 11; Felipe Massa vai se lembrar menos das corridas, mas mais do fato de ter completado neste domingo (25) 40 anos de idade. O piloto da equipe Lubrax Podium abandonou a primeira disputa com problema de câmbio, mas conseguiu voltar à segunda corrida e somou seus primeiros pontos com um 17º lugar. Gustavo Frigotto marcou um ponto com o 20º lugar na primeira prova.

Os comissários técnicos e desportivos da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) agora fazem a conferência dos resultados e as análises técnicas e de protesto de alguns pilotos e equipes para confirmarem as classificações que, ainda, são tidos como extra-oficiais.

De Goiânia, a Stock Car parte para São Paulo, onde no dia 16 de maio acontece a segunda etapa da temporada, no Autódromo de Interlagos.

A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.

Falem, pilotos vencedores!
“Começar com vitória é muito bom, ainda mais sendo o maior pontuador, saindo daqui como líder do campeonato. É legal, pena que na próxima eu já tenho 30 quilos para levar comigo. Mas eu prefiro ter esses 30 kg e ser líder. Estou muito feliz. Fomos mais competitivos neste final de semana do que foi no ano passado inteiro. Ano passado a gente brigou pelo campeonato, mas nunca tivemos um final de semana como esse aqui. Eu acho que o trabalho de pré-temporada da equipe foi sensacional. A gente conversou muito, achou os pontos que tinham que ser melhorados. Eles melhoraram e o resultado veio.”
(Daniel Serra, Eurofarma-RC, Chevrolet Cruze #29) Vencedor Corrida 1

“O carro estava fantástico o final de semana todo. Largando em terceiro, há 40 milésimos do Cacá. Fiz as duas voltas mais rápidas, nas corridas 1 e 2. O carro estava realmente muito bom. O clima ajudou bastante no acerto do nosso carro. Esse erro, infelizmente, a gente não pode cometer quando quer disputar o campeonato. Infelizmente aconteceu. Travou um pouco a roda dianteira, fui buscando a curva interna, tentando antecipar um pouco. Peguei um pouco antes da zebra, onde tinha um buraco, mas ainda deu para a gente recuperar uma primeira posição na segunda corrida. Então, é aprender com os erros e torcer para que não aconteçam mais.”
(Ricardo Maurício, Eurofarma-RC, Chevrolet Cruze #90) Vencedor Corrida 2

Resultados (extra-oficiais):

Corrida 1

1º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – 17 voltas
2º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 1s608
3º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 2s368
4º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 4s510
5º – Bruno Baptista (RCM/Toyota Corolla) – a 6s145
6º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 7s965
7º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 8s823
8º – Gabriel Casagrande (A. Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 9s916
9º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 10s515
10º – Gaetano di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 10s566
11º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 10s828
12º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 10s879
13º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 13s590
14º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 16s720
15º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 17s874
16º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 19s326
17º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 24s987
18º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 26s020
19º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 36s530
20º – Gustavo Frigotto (RKL/Chevrolet Cruze) – a 45s099
21º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 59s301
22º – Nelson Piquet Jr. (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – a 3 voltas
Não completaram
Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 5 voltas
Guga Lima (A. Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 7 voltas
Sérgio Jimenez (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – a 8 voltas
Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 12 voltas
Christian Hahn (Blau Motorsports II/Chevrolet Cruze) – a 12 voltas
Max Wilson (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 16 voltas
Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 17 voltas
Desclassificados*
Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla)
Ricardo Zonta (RCM/Toyota Corolla)
*Desclassificados por não terem cumprido o pit-stop obrigatório dentro da janela regulamentar

Corrida 2
1º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – 12 voltas
2º – Gaetano di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 2s492
3º – Gabriel Casagrande (A. Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 5s225
4º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 6s708
5º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 7s000
6º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 7s090
7º – Bruno Baptista (RCM/Toyota Corolla) – a 7s321
8º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 8s610
9º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 9s494
10º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 9s978
11º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 10s022
12º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 12s736
13º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 13s375
14º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 14s102
15º – Ricardo Zonta (RCM/Toyota Corolla) – a 14s481
16º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 16s165
17º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 23s604
18º – Christian Hahn (Blau Motorsport II/Chevrolet Cruze) – a 24s919
19º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 25s893
20º – Sergio Jimenez (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – a 56s971
21º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 3 voltas
22º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 3 voltas
Não completaram
Gustavo Frigotto (RKL/Chevrolet Cruze) – a 7 voltas
Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze)
Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze)
Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze)
Nelson Piquet Jr. (MX Piquet Sports/Toyota Corolla)
Guga Lima (A. Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze)
Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla)
Max Wilson (Full Time Sports/Toyota Corolla)
Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze)

Classificação do campeonato (extra-oficial)
Sujeita a confirmações dos comissários
1. Daniel Serra – 46 pontos
2. Ricardo Maurício – 36
3. Cesar Ramos – 32
4. Gaetano di Mauro – 31
5. Gabriel Casagrande – 31
6. Bruno Baptista – 31
7. Denis Navarro – 31
8. Thiago Camilo – 30
9. Cacá Bueno – 28
10. Allam Khodair – 22
11. Átila Abreu – 21
12. Guilherme Salas – 21
13. Lucas Foresti – 17
14. Diego Nunes – 12
15. Pedro Cardoso – 12
16. Galid Osman – 12
17. Rafael Suzuki – 11
18. Julio Campos – 7
19. Ricardo Zonta – 6
20. Felipe Massa – 4
21. Marcos Gomes – 3
22. Christian Hahn – 3
23. Rubens Barrichello – 2
24. Sérgio Jimenez – 1
25. Gustavo Frigotto – 1
26. Tuca Antoniazi, Nelsinho Piquet, Tony Kanaan, Max Wilson, Guga Lima , Beto Monteiro e Felipe Lapenna – 0

Calendário Stock Car Pro Series
Data / Etapa / Local
25/04 – 1ª etapa – Goiânia
16/05 – 2ª etapa – Interlagos
20/06 – 3ª e 4ª etapas – Velocitta
11/07– 5ª etapa – Cascavel
01/08– 6ª etapa – Curitiba
22/08– 7ª etapa – Curitiba
19/09– 8ª etapa – Santa Cruz do Sul
24/10– 9ª e 10ª etapas – Velocitta
21/11– 11ª etapa – Goiânia
12/12– 12ª etapa – a definir

Calendário Stock Light
Data / Etapa / Local
25/04 – 1ª etapa – Goiânia
16/05 – 2ª etapa – Interlagos
20/06 – 3ª etapa – Velocitta
01/08 – 4ª etapa – Curitiba
22/08 – 5ª etapa – Curitiba
24/10 – 6ª etapa – Velocitta
21/11 – 7ª etapa – Goiânia
12/12 – 8ª etapa – a definir

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
19 − 16 =