A conta do Guedes

O governo federal estuda uma forma de tornar permanente a chamada cláusula de calamidade pública, que permite a suspensão de todos os aumentos de servidores públicos durante sua vigência (até 31 dezembro). A LC 173, que criou a cláusula, está restrita aos efeitos da pandemia da Covid-19, mas para a equipe de Gudes poderia ser usada em outros momentos.

 

A conta do Guedes II

Para a equipe do ministro, essa ampliação da clausula é fundamental para equacionar as contas que permitiriam pagar a nova rodada de auxílios emergências, prevista para entrar em vigor em março e durar pelo menos até maio. Sem isso, a conta não fecha.

 

A Conta de Guedes III

A medida, entretanto conseguiu reavivar as centrais sindicais que estavam hibernando e já preparam uma jornada de movimentos contrários ao congelamento de salários, que começaria já em março.

 

Luz dispara

O aumento da conta de luz que já surpreendeu o consumidor em janeiro e fevereiro vai pesar ainda por uns bons meses, tudo por causa do déficit das operadoras de energia, que tiveram a cobrança da bandeira tarifária suspensa por seis meses por decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que adotou a medida para aliviar os impactos da pandemia da Covid-19.

 

Luz dispara II

A cobrança foi retomada em dezembro e, desde então, tem encarecido as contas de luz dos brasileiros. Neste mies de fevereiro vigora a bandeira amarela, que aplica taxa extra de R$ 1,34 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. De acordo com a Aneel, o custo a ser coberto pelas bandeiras tarifárias em 2020 foi de R$ 4,45 bilhões. Entretanto, foram arrecadados somente R$ 1,33 bilhão.

 

Deficit na balança

A balança comercial brasileira registra déficit de US$ 0,72 bilhão em fevereiro, até a segunda semana do mês, enquanto a corrente de comércio diminuiu 0,3%, pela média diária, alcançando US$ 15,98 bilhões. Comparado a fevereiro de 2020, as exportações caíram 11,9% e somaram US$ 7,63 bilhões. Já as importações cresceram 13,4% e totalizaram US$ 8,35 bilhões.

 

Alivio na W3 Sul

A CDL sugeriu e o GDF aceitou alteração no fechamento da W3 Sul aos domingos e feriado: da 512 a 516 a avenida fica aberta e liberada para o tráfego de veículos. No último domingo, o novo formato já foi aplicado e conseguiu atender reivindicações de supermercados dessas quadras.

 

Tecnologia segura o rojão

Os serviços de tecnologia de informação registaram, em 2020, um crescimento de 8,3%, e passaram a integrar o grupo de inúmeros setores que superaram os efeitos da pandemia. Os resultados foram impulsionados pela expansão do home office e do comércio eletrônico.

 

bsbagora@gmail.com

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
36 ⁄ 12 =