Puxadinho Fitness

Foi considerada produtiva, tanto pelo governo, quanto pelos empresários, a audiência pública realizada na segunda-feira para discutir mudança na Lei dos Puxadinhos. Foi bem encaminhada a questão de uma maior flexibilizada na lei, principalmente diante das necessidades de maior espaçamento entre mesas com a pandemia. Mas teve descontentes.

 

Puxadinho Fitness II

O setor de academias estava bem mobilizado na tentativa de ser acrescentado a regra de puxadinhos e ver assim alguns estabelecimentos ampliados. Mas o governo aparentemente fechou a porta para as pretensões do puxadinho fitness. Outros segmento que também buscava a entrada era o de mercados. O GDF, por hora, só negocia com bares e restantes, até pela facilidade em tese de rever as ampliações.

 

Nova sede

A Federação da Agricultura do Distrito Federal e os sindicatos do segmento estão mudando a estrutura física de suas sedes para o Parque Granja do Torto.

A mudança também visa valorizar o local, que é um importante espaço de divulgação da agropecuária local e do produtor rural. A nova sede será no prédio da Administração (ao lado da entrada principal do Parque da Granja do Torto).

 

Nem tudo são flores

A Associação de Produtores de Flores e Plantas do DF e Ride (Central Flores) promoveu, na manhã desta terça-feira, um café da manhã, na Ceasa, com autoridades ligadas ao setor. O presidente da associação, Francisco Jakubowsky de Carvalho, mostrou-se preocupado com a construção do Mercado de Brasília – o que irá possivelmente retirar os produtores do atual local de trabalho. O secretário de agricultura garantiu que os produtores não serão esquecidos.

 

Guedes na berlinda?

O mercado aposta em até quando o ministro da economia vai tolerar as intervenções do presidente Bolsonaro com reflexos negativos no mercado (área que tem todo o carinho de Guedes). Para muitos, os próximos dias, com o pacote que visa a extensão do auxílio emergencial nas ruas, serão cruciais para o futuro de Guedes. Se ele conseguir emplacar o congelamento de salários dos servidores e o fim do piso para salário e educado fica. Se não….

 

Guedes na berlinda II?

O congelamento não deve ser problema, afinal este ainda será um ano de pandemia e os sindicatos estado desmobilizados, mas a ideia de retirar recursos que podem inviabilizar o Fundeb por exemplo não agrada vários deputados. senadores.

 

Guedes na Berlinda III

Pra piorar, o presidente deixou escapar que pode intervir nos preços da energia, o que, em conjunto com a empada privatização da Eletrobras, pode forçar o ministro a pedir o boné. Guedes gosta d lembrar que foi a intervenção na política de preços da energia um dos fatores que desestabilizaram as contas de Dilma.

 

Sem dinheiro e sem carteira

Está na pauta do STF o julgamento da possibilidade de bloqueio das carteiras de habilitação de devedores. A medida polêmica é contestada nas primeiras instâncias por ser vista como uma restrição ao direito de ir e vir. A previsão é a questão ser julgada no dia próximo dia 18.

 

bsbagora@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
39 ⁄ 13 =