Pazuello poderoso 

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, aos poucos vai colocando as “maguinhas de fora” e mostrando que começa a mandar no ministério que comanda. Isto ficou claro na visita a Manaus, onde até exigiu dos médicos o uso de remédios sem qualquer comprovação científica. Em Manaus alguns políticos falam até na possibilidade de Pazuello se aventurar numa candidatura em 2022.

 

 Força tarefa

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), criou uma força tarefa para buscar empresas asiáticas interessadas em assumir o lugar da fábrica da Ford no município de Camaçari. Até o momento o governador já fez contatos com as embaixadas da China, do Japão, da Índia e da Coreia do Sul.

 

Transporte

A partir de agora, o transporte rodoviário interestadual semiurbano coletivo de passageiros entre o DF e os 33 municípios da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride) será de responsabilidade do GDF. A delegação foi dada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Caberá ao GDF a gestão, regulação e fiscalização de todo o sistema.

 

Relatório

Num duro relatório, a ONG internacional Human Rights Watch mostra atuação negacionista do presidente Bolsonaro em função da pandemia e mostra os desmatamentos recordes da Amazônia, que o governo tenta negar o tempo todo. E mais: mostra políticas contra os direitos das mulheres e das pessoas com deficiência etc.

 

Atraso

Apesar da urgência, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ainda não sabe quando receberá o Ingrediente Ativo (IFA) da vacina desenvolvida ela Universidade de Oxford com a AstraZeneca. A entrega estava prevista para o dia 12, mas não aconteceu. Mesmo com o atraso, a Fundação acredita que chegando o IFA poderá entregar 100,4 milhões de doses ao Ministério da Saúde até o próximo julho.

 

Vacinação

Ao contrário do resto do mundo, a Indonésia começou a vacinação tendo como prioridade os mais jovens. Os idosos ficam para o final da fila. A determinação é do polêmico presidente Joko Widodo, que já foi vacinado.

 

Comerciários

O Sesc-DF estuda a possibilidade de comprar vacinas para atender a demanda entre os comerciários, cuja categoria tem mais de 300 mil pessoas. A ideia é comprar um primeiro lote de 100 mil doses. Só que vão aguardar o governo acertar a compra e distribuição de vacinas para que se apossa lançar um edital de licitação.

 

Criminalidade

 Uma boa notícia. Pelo segundo ano consecutivo, a Secretaria de Segurança Pública conseguiu bater recordes de redução da criminalidade no DF. Levantamento realizado pela SSP mostra que, no ano passado, foram registrados 11,4 homicídios por 100 mil habitantes, índice mais baixo desde 1980. E mais: quando analisado o número absoluto de vítimas de homicídio, em 2020 o DF atingiu o menor número de mortes por esse tipo de crime em 28 anos.

 

Licitação

A licitação bilionária (R$ 1,36 bi) feita no último dia da gestão do ex-prefeito tucano de Manaus, Arthur Neto, está sendo analisada pela gestão do prefeito David Almeida. O assunto tende a ficar bem polêmico para o atual prefeito, caso não haja uma decisão rápida.

 

Luto em Goiás

A política goiana está de luto. Morreu o prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), 71 anos, que passou 83 dias internado no Hospital Albert Einstein (SP), lutando contra uma infecção pulmonar em função da Covid-19, da qual já havia se recuperado. Além de lamentar muito, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), decretou luto e três dias. A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Goiânia informou que Maguito deverá ser sepultado em Jataí, sua terra natal. A vida política de Maguito foi muito rica, pois foi de vereador, prefeito, governador, senador e vice-presidente do Banco do Brasil.

 

Carlos Honorato
pontofinal@carloshonorato.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
4 × 27 =