Pazuello “exilado” em Manaus

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, partiu para um “exílio” em Manaus (AM). A ideia é permanecer na cidade até que a crise de oxigênio e a pandemia estejam minimamente controlados, temas que o ministro não domina. Assim, o ideal é que Pazuello ouça mais e mande menos. Caso contrário, é melhor retornar para Brasília e cuidar do inquérito pedido pelo PGR Augusto Aras para apurar sua conduta na crise de saúde no Amazonas.

 

Impeachment

O presidente Jair Bolsonaro pode até não dar crédito ao início dos movimentos populares pelo seu impeachment, mas é bom ficar esperto. Os movimentos que levaram à queda de outros presidentes começaram de forma modesta. E olha que na época não havia mais de mil mortes por dia nem pandemia.

 

Índia

O presidente Jair Bolsonaro tem um encontro estratégico e obrigatório na próxima terça-feira no Clube Naval de Brasília. Trata-se da solenidade de comemoração do Dia da República da Índia. Na pauta, mais vacinas para o Brasil. O convite foi feito pelo embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy.

 

Vacinação

Até a próxima sexta-feira, a Secretaria de Saúde do DF deverá concluir a vacinação dos grupos prioritários – profissionais de saúde, indígenas, idosos e pessoas com deficiência que vivem em abrigos. E mais:  as 41,5 mil doses da vacina da AstraZeneca serão suficientes para imunizar o público inicial da vacinação.

 

Santa Maria

A deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) comemora a execução de 60% das obras do terminal rodoviário de Santa Maria pelo GDF. Além de melhorar a mobilidade urbana dos cerca de 120 mil moradores da região, os trabalhos geram 150 oportunidades de emprego. O investimento é de R$ 4,8 milhões.

 

Auxílio

Apesar de muitos municípios do Brasil estarem de cofres vazios e com muitas dívidas, alguns prefeitos querem lançar um auxílio emergencial para a população. A prefeitura de Manaus anuncia um auxílio de R$ 200 para 40 mil pessoas num período de seis meses.

 

Déficit

Aos poucos vai se descobrindo que a tão propalada amizade entre Jair Bolsonaro com Donald Trump não rendeu nada para o Brasil. Tanto que o saldo da balança comercial do Brasil com os EUA é o pior dos últimos seis anos: déficit de US$ 2,7 bilhões.

 

Eletrobras

Alegando motivos pessoais, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, renunciou ao cargo. Defensor da privatização da empresa, Ferreira Jr. deverá ficar no cargo até o próximo dia 5 de março.

 

Antiviral venezuelano

Desta vez é o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciando o medicamento chamado Carvativir, “um poderoso antiviral desenvolvido por cientistas venezuelanos que começará a ser produzido em massa para neutralizar 100% dos sintomas do coronavírus”. Não se tem notícia de estudo científico publicado sobre o novo antiviral até o momento.

 

Região Norte

Todo o sistema de saúde da Região Norte do Brasil pode enfrentar sérios problemas com a pandemia de covid-19 e entrar em colapso. O anúncio do governador de Rondônia, Marcos Rocha, de transferir pacientes do estado para hospitais federais é um sinal claro. Já faz um bom tempo que não se tem investimentos federais no sistema de saúde da Região Norte.

 

Caiado 2022

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), começa o ano já pensando em 2022. A ideia é aumentar sua base política em regiões tidas como chaves para as próximas eleições. Um dos objetivos de Caiado é ganhar força na região do Entorno de Brasília para anular qualquer tentativa de crescimento do ex-governador Marconi Perillo, que luta para sobreviver na política.

 

Carlos Honorato
pontofinal@carloshonorato.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
10 ⁄ 5 =