Bancada poderosa

Três deputadas federais do DF estão em alta: Flávia Arruda, presidente da poderosa Comissão de Orçamento; Bia Kicis, que luta para ocupar a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara; e Celina Leão – cotada para ocupar um ministério -, que participou ativamente da campanha vitoriosa de Arthur Lira para a presidência da Câmara. Em função do novo quadro político e aguardando os acontecimentos, Celina Leão decidiu não retornar ao GDF. A bancada feminina ainda tem a senadora Leila do Vôlei, que poderá disputar o Buriti em 2022.

 

DF 2022

As especulações para as eleições de 2022 no DF estão a todo vapor. O governador Ibaneis Rocha (MDB) já tem mais de meia dúzia de vices – homens e mulheres. E mais: iria troca de partido para ser candidato à reeleição.

 

Aposta do PT

A deputada Erika Kokay pode ser a aposta do PT-DF para o Senado nas eleições de 2022. A parlamentar está no terceiro mandato de deputada federal. A disputa não será fácil, pois o senador Reguffe pode ser candidato à reeleição.

 

CPI da pandemia

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM) está com um problema: a possibilidade da instalação de uma CPI para investigar os erros do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em relação ao combate a pandemia do Covid-19. Uma CPI agora não ajudaria em nada na relação com o presidente Jair Bolsonaro, o protetor do ministro Pazuello.

 

Sem crédito

Durante sua tentativa de dar explicações aos senadores sobre o combate a pandemia do Covid-19, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prometeu que a população brasileira – “vacinável” –  será imunizada ainda em 2021. Ninguém acreditou.

 

Novato

O novato governador tucano do Rio Grane do Sul, Eduardo Leite, parece bem à vontade num possível projeto político futuro contra o governador de São Paulo, João Dória, candidato declarado à Presidência da República em 2022 em oposição a Jair Bolsonaro. O detalhe é que o nome de Eduardo Leite surge em função de um racha dentro do tucanato.

 

Aliado?

Depois de ter traído Rodrigo Maia, o presidente do DEM, ACM Neto, tenta evitar que seja visto como o mais novo aliado de Jair Bolsonaro. Tanto que até a indicação do seu aliado político João Roma (Republicanos-BA) para o Ministério da Cidadania deve ser cancelada. A ideia de Bolsonaro é manter uma boa relação com o DEM.

 

Frente ampla

Sonhando alto com 2022, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, trabalha para viabilizar o nome de Ciro Gomes como candidato de uma frente ampla de centro-esquerda. Pelas conversas tidas até agora, o PT não estaria no leque de partidos da tal frente ampla.

 

Kalil governador

O presidente do PDT, Carlos Lupi, quer que o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), seja candidato ao governo de Minas em 2022. O PDT é um dos partidos que dão sustentação ao prefeito mineiro. Na visita que fez a Kalil, Lupi disse que o prefeito ficou de analisar a possibilidade.

 

Contas rejeitadas

As contas eleitorais do prefeito eleito de Luziânia, Diego Sorgatto, e da vice, Ana Lúcia de Sousa e Silva, foram recusadas pelo juiz da 19ª Zona Eleitoral, Henrique Santos Magalhães Neubauer. Em função das irregularidades, os candidatos deverão recolher – com a devida correção – ao Tesouro Nacional a verba do Fundo Nacional de Financiamento de Campanha (FEFC) no valor de R$ 411.967,15.

 

Carlos Honorato
pontofinal@carloshonorato.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
12 ⁄ 4 =