Ciro mira Lula e Bolsonaro

Na rabeira das pesquisas eleitorais, o pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, adotou como mantra atacar o ex-presidente Lula. Tanto que classifica a possível candidatura do líder petista como “um desserviço” ao Brasil. Ciro também está apostando de que a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro estar no segundo turno hoje é quase nenhuma. Ácido nas críticas, o candidato do PDT diz que o presidente “é o responsável pelo excesso de mortes ocorridas no país com a pandemia. E arremata: “a população está cansando e enchendo o saco com tanta irresponsabilidade”. Ciro precisa melhorar muito para tentar chegar ao segundo turno em 2022.

Erros

Alguns políticos de longa experiência não conseguem entender como o presidente Jair Bolsonaro acompanha impassível a queda de sua popularidade sem demonstrar qualquer reação. “Comete os mesmos erros semanalmente em alto e bom som como se não estivesse preocupado com a reeleição em 2022”, diz um parlamentar.

Novo cargo

O presidente Jair Bolsonaro pretende abrigar o seu “amigo” o ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, na Secretaria Especial de Modernização do Estado. Mais uma vez, a área não é bem a praia do general, pois no seu possível novo cargo será encarregado de formular a política nacional de modernização do Estado.

Cúpula do Clima

O presidente Jair Bolsonaro participa da Cúpula sobre o Clima, convocada pelo presidente americano Joe Biden, com uma série de explicações a serem dadas em função do desempenho do seu ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que inviabilizou o Fundo da Amazônia, projeto financiado pela Noruega e Alemanha, que haviam doado R$ 3,4 bilhões para projetos na região amazônica.

Kit ineficaz

Pauta para a CPI da Pandemia. Segundo o portal Poder360, a maioria dos estados recebeu o chamado “kit covid” com medicamentos comprovadamente ineficientes para o tratamento da Covid-19. Só para se ter uma ideia, desde junho do ano passado, o Ministério da Saúde enviou 21,6 milhões de unidades de difosfato cloroquina, hidroxicloroquina e fosfato de oseltamivir aos Estados e ao DF. Mais um problema na conta do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Corte na saúde

Tem coisas no Brasil que foge a compreensão do mais graduado estudioso. Um exemplo: em plena pandemia, o orçamento da saúde terá um corte de R$ 20 bilhões. Será que a CPI da Pandemia tem como alcançar alguma explicação para tal economia?

Voto impresso

Visto como uma espécie de “volta ao passado”, a proposta do voto impresso, um desejo do presidente Jair Bolsonaro, pode começar a caminhar. É que a deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF) anuncia a criação da comissão especial que vai debater a PEC sobre a impressão dos votos nas eleições.

Cloroquina

O médico francês Didier Raoult é visto como o propagador do uso da cloroquina contra o coronavírus. Tal “descoberta” teria inspirado os incultos e desavisados bolsonaristas a defenderem o seu uso. Só que o médico pediu perdão pelo erro, mas os bolsonaristas continuam no caminho errado. É o Brasil…

GDF Saúde

Uma boa notícia para os beneficiários do programa GDF Saúde. É que os hospitais referência em Brasília, Sírio-Libanês e DF Star passam a atender os beneficiários do plano de saúde dos servidores do Governo do Distrito Federal.

Sem respeito

O ex-governador do Amazonas, Amazonino Mendes, diz com a todas as letras que “o Brasil está à deriva, perdeu o respeito institucional”. Já quanto ao seu estado, o ex-governador diz que o Amazonas corre risco iminente de entrar na terceira onda de Covid-19 sem qualquer plano sanitário e de recuperação da economia”.

 

Carlos Honorato
pontofinal@carloshonorato.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
12 ⁄ 4 =