Certificado digital deixa de ser necessário para que esse segmento, o que mais gera empregos no país, participe de licitações do Governo

Todos os microempreendedores individuais (MEI) e pequenas empresas passaram a contar com mais uma facilidade para participar de licitações com o Governo Federal. A autenticação desses fornecedores pode ser feita pelo portal gov.br, alternativamente ao uso do certificado digital. Com o credenciamento simplificado, o Ministério da Economia pretende incentivar a participação desse segmento nas compras públicas com a redução de custos de cadastro.

Pequenas empresas e microempreendedores individuais podem se cadastrar direto pelo portal gov.br

O objetivo é incentivar a participação desse segmento nas compras públicas com a redução de custos de cadastro. – Foto: Banco de imagens

“Queremos, cada vez mais, estimular o acesso de pequenas empresas às licitações governamentais. Com a melhoria de condições de competição, a Administração Pública selecionará as melhores propostas enquanto o segmento que mais emprega no Brasil poderá participar ainda mais das compras públicas”, explicou Cristiano Heckert, secretário de Gestão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, do Ministério da Economia.

As Micro e Pequenas Empresas (MPEs) venceram 65,9% das compras públicas (processos homologados) em 2020 no Comprasnet. Ao todo, foram mais de 151 mil processos de compras, movimentando um total de R$ 73,3 bilhões, segundo o Painel de Compras do Governo Federal. Desse número, cerca de R$ 22,6 bilhões foram contratados com as MPEs.

Com informações do Ministério da Economia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
30 − 27 =