O minério de ferro responde por 70% do faturamento no primeiro trimestre de 2021. - Foto: Ricardo Teles/Vale

O setor cresceu 15% e recolheu quase 102% a mais em tributos totais em comparação ao 1º trimestre de 2020

aumento da produção minerária brasileira em 15% no 1º trimestre de 2021, em comparação a igual período de 2020, coloca o setor da mineração na linha de frente em contribuições positivas na sustentação dos indicadores econômicos do país.

O setor recolheu o dobro de tributos e criou mais de 11 mil novos empregos diretos, 6% a mais do que no 1º trimestre de 2020.

O Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), órgão vinculado ao Ministério de Minas e Energia (MME), estima que a produção mineral teve crescimento de 15% em toneladas, na comparação do 1º trimestre de 2021 com o de 2020.

De acordo com o órgão, em razão da variação cambial, da elevação dos preços de minérios no mercado internacional, entre outros fatores, o faturamento com a negociação/exportação da produção chegou a R$ 70 bilhões (exceto óleo e gás). Isso significa um crescimento de 95% nesse 1º trimestre de 2021. O minério de ferro responde por 70% desse faturamento, o ouro por 11%, o cobre por 5% e a bauxita por 2%.

Para o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, do MME, Alexandre Vidigal, “os números revelam a expressão do setor mineral brasileiro e o compromisso dos profissionais e empresas no desenvolvimento econômico. Tudo aliado a uma agenda do Governo com diretrizes consistentes, bem definidas e claras, no caminho do crescimento quantitativo e qualitativo da nossa mineração. Além de ações robustas e transparentes na condução das políticas públicas para a geração de riqueza com responsabilidade sócio-econômica-ambiental”.

Exportação e arrecadação tributária

Dados do IBRAM mostram que o saldo da balança comercial de minérios (US$ 10,7 bilhões) – que é o resultado de exportações menos importações – foi decisivo para um desempenho positivo da balança comercial brasileira: o saldo Brasil foi de quase US$ 8 bilhões. Assim, a contribuição do saldo mineral para o saldo brasileiro, no 1º trimestre, foi correspondente a 135%. Conforme o IBRAM, as exportações aumentaram 102%.

Acesse o Relatório Mineral

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
10 × 4 =