Turismo em Ação, promovido pela Setur-DF, fez visitas técnicas e encontros com empresários do setor para impulsionar o segmento na região serrana

A quarta edição do programa Turismo em Ação deixou um legado para a população de Sobradinho: uma série de ações que vão alavancar os potenciais turísticos e fomentar a cadeia produtiva do setor. A região administrativa ganhou um Centro de Atendimento ao Turista (CAT), durante a realização do programa itinerante, nesta semana, e será incluída nas rotas mapeadas pela Secretaria de Turismo do DF (Setur-DF). Um mini guia bilíngue, com versão impressa e no site Google Earth, também será elaborado com as atrações imperdíveis que contemplam o turismo rural, gastronômico, de contemplação e de aventura na cidade.

Foto: Agência Brasília
O programa também explorou as possibilidades de ecoturismo e de turismo gastronômico na cidade serrana. Um dos locais visitados foi o Parque Ecológico dos Jequitibás | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Essas entregas promovidas pela Setur têm o intuito de aperfeiçoar a conexão do turista que visita Brasília com a região administrativa e de impulsionar o desenvolvimento local, a partir da valorização de vocações já existentes. “O programa Turismo em Ação revela não só os atrativos, mas a capacidade de geração de emprego e renda que esse setor tem em cada cidade. Sobradinho é um lugar de aconchego, jeito de cidade interiorana, gastronomia típica com sabores marcantes, além de possuir grandes vocações no ecoturismo. Estruturar e qualificar o turismo desta região é trazer expansão sustentável para toda a cadeia produtiva, inclusive ao segmento do artesanato”, ressalta a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

“E estamos fazendo isso a partir de um novo olhar do turismo, que nenhum outro governo teve, de atuar, diuturnamente, na ressignificação da nossa cidade com o sentimento de pertencimento. E isso é possível ao identificar os pontos turísticos e criar as rotas de todas as regiões para que essas áreas turísticas sejam conhecidas, primeiramente, pelos moradores do DF e, consequentemente, pelos visitantes que chegam à capital. Precisamos motivá-los a explorar as inúmeras possibilidades existentes além do eixo central de Brasília”, destaca a titular da pasta.

O novo espaço segue os padrões dos outros oito CATs existentes no DF, com atendimento diário, inclusive nos feriados e finais de semana, das 9h às 18h

CAT Sobradinho

A inauguração do CAT Sobradinho, localizado na Administração Regional, deu início a uma série de agendas públicas e visitas técnicas realizadas durante o Turismo em Ação. O CAT passa a ser a principal referência de visitantes e moradores que queiram conhecer pontos tradicionais da cidade serrana como o Parque dos Jequitibás, o Santuário de Nossa Senhora do Arco-Íris e propriedades rurais que integram a Rota do Cavalo, além das opções de trilhas, cachoeiras e gastronomia com temperos e sabores típicos da cozinha caipira.

O novo espaço segue os padrões dos outros oito CATs existentes no DF, com atendimento diário, inclusive nos feriados e finais de semana, das 9h às 18h. O CAT Sobradinho também servirá como ponto de exposição de produtos feitos por artesãos locais credenciados na Setur-DF.

Três servidoras da Administração Regional de Sobradinho foram capacitadas para serem representantes da Secretaria de Turismo no atendimento a moradores e visitantes. “Hoje é um dia muito especial para a nossa cidade, que oficialmente passa a ter um Centro de Atendimento ao Turismo exclusivo. Uma grande entrega feita pela Setur, o que comprova como o setor está em expansão no DF. E há muito mais para se explorar. O turismo está gerando, a cada dia, mais emprego, mostrando a sua importância para a economia da região. E o CAT, além de atrair mais turistas, vai contribuir para o trabalho de todos os setores que vivem de produtos associados, como os artesãos”, afirma o administrador regional Eufrásio Pereira dos Santos.

O mapeamento de todos os atrativos turísticos começou a ser elaborado por técnicos da Setur. Em breve, a coletânea estará disponível em formato impresso, em português e inglês, além da opção virtual que vai possibilitar visitas, sem sair de casa. Assim, Sobradinho passará a integrar o catálogo de rotas acessíveis pela plataforma Google Earth, que atualmente possui 80 pontos turísticos mapeados por temas: Rota Cívica, Rota Arquitetônica, Rota Cultural, Rota Náutica, Rota do Cerrado, Rota da Paz e Rota Fora dos Eixos.

“Vamos instalar mais de 60 placas em todo o circuito que vão indicar o que cada propriedade oferece ao turista”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

Mais contato com a natureza e sem aglomerações

A segunda parte do Turismo em Ação em Sobradinho foi dedicada a explorar as possibilidades de ecoturismo e de turismo gastronômico. Foram feitas visitas técnicas no Parque Ecológico dos Jequitibás, no Rancho Canabrava e no restaurante Trem da Serra.

Os pontos mapeados são aqueles que oferecem opções de turismo e de lazer que envolve o contato com a natureza, saúde e bem-estar, aspectos que são considerados uma tendência turística global, devido à pandemia. “Visitamos todos os pontos seguindo os três pilares principais da nossa gestão: estruturar, qualificar e promocionar. Desta forma, conseguimos identificar oportunidades que possibilitam o crescimento de maneira segura desse nicho do turismo, principalmente no momento atual”, destaca a secretária Vanessa Mendonça.

O cenário positivo desse segmento é confirmado, inclusive, pelo levantamento do Sindicato do Turismo Rural e Ecológico do DF e Entorno (Ruraltur). Estudo realizado no primeiro trimestre deste ano aponta que o setor teve aumento de 50% e conta com expectativa de crescimento ainda maior para o restante de 2021.

Um movimento de ascensão que tem o apoio do Governo do Distrito Federal (GDF) e é recebido de forma positiva por empresários locais. É o caso de Renato Bravo, proprietário do restaurante Trem da Serra. O estabelecimento nasceu em 1994, a partir do sonho de seus pais, José Renato Brandão Bravo e Maria do Carmo Peixoto Bravo, de viverem da suinocultura e da agricultura familiar. “Passamos por dificuldades, mas, agora, com essa retomada, já estamos conseguindo trabalhar melhor. São oportunidades que começam a chegar até a ponta, ao pequeno e médio empresário. E receber a secretaria em nosso estabelecimento, que tem uma história de trajetória familiar e de superação, demonstra que estamos no caminho certo”, afirma Bravo.

Rota do Cavalo

Outro ponto de destaque do Turismo em Ação foi a Rota do Cavalo. Criada há 30 anos, a partir da força de empreendedores que se uniram para fortalecer o turismo em Sobradinho, a Rota do Cavalo abriga haras, ranchos, restaurantes com comidas típicas, lojas de artesanato, fazendas e centros de hipismo distribuídos ao longo da DF-440. Para qualificar a experiência turística de quem visita a região, a Setur vai iniciar o processo de instalação de placas de sinalização em todo o trajeto da rota. Os totens seguirão os padrões do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e do Ministério do Turismo (Mtur).

“Vamos instalar mais de 60 placas em todo o circuito que vão indicar o que cada propriedade oferece ao turista. E, muito além de apenas sinalizar, estamos qualificando os donos desses empreendimentos, oferecendo possibilidades para ampliar o leque de serviços turísticos disponíveis”, explica a secretária de Turismo do DF. “A Rota do Cavalo possui uma enorme vocação turística que eleva o patamar da nossa oferta no segmento rural e pretendemos potencializar a região para se tornar o maior polo de turismo rural do DF”, reforça.

A novidade foi recebida com alegria pelo dono do Rancho Canabrava, estabelecimento rural criado há 24 anos e que integra o circuito da rota. “A gente recebe tudo isso de uma maneira muito positiva, com o apoio da administração e com a Secretaria de Turismo`a frente de tantas melhorias que estão acontecendo na região. A Rota do Cavalo está literalmente andando a galope. Só podemos agradecer, pois o nosso momento chegou. Apesar de todas as dificuldades impostas pela pandemia, a gente sente que tudo vai fluir”, avalia Dinho Canabrava.

Arte de transformar vidas

E o artesanato que é tão importante para a economia da cidade não poderia ficar de fora. A última fase do dia totalmente dedicado ao fomento do turismo, em Sobradinho, foi marcada pela formalização do trabalho de mulheres que dedicam a vida ao artesanato. No auditório da Administração Regional de Sobradinho foi feita a entrega de 22 primeiras vias da Carteira Nacional do Artesão. Com as últimas entregas, Sobradinho passa a ter 454 profissionais credenciados e com todas as condições de comercializar produtos em todos os lugares do DF e do Brasil.

Uma das agraciadas foi a artesã Rosimere Nacfur, 50 anos. Ela é coordenadora da EmPoderArte, projeto psicossocial que envolve mais de 100 artesãos e que tem o objetivo de criar uma rede afetiva de mulheres artesãs e artistas de Sobradinho e de outras cidades da região norte do DF. “Eu acredito que essa iniciativa da Setur seja uma conquista para toda a classe de artesãos da nossa cidade. E o único órgão que poderia realmente nos ajudar é a secretaria. E, hoje, isso só se confirmou diante de tudo o que a gente viu por aqui. Um presente que a gente esperava há muito tempo: a valorização do artesão”, comemora.

O documento habilita o artesão a trabalhar legalmente em todo o Brasil e oferece ainda a possibilidade de participação em eventos locais, nacionais e internacionais. “Entre 2019 e 2020, emitimos 1.466 novas carteiras e renovamos 725 em todo o DF, mas queremos muito mais em 2021. Fizemos um trabalho de reestruturação do artesanato, abrimos lojas em shopping para expor produtos, o que impulsionou vendas e poder econômico de milhares de famílias”, destaca Vanessa Mendonça.

v
Iniciado em 6 de abril, o programa itinerante já passou por Planaltina, Brazlândia, Gama e Sobradinho, promovendo entregas e iniciativas de qualificações ao segmento e encontros com lideranças das cidades | Foto: Divulgação/Setur

Linhas de créditos para o setor

Após a entrega das carteiras, a Setur promoveu uma palestra com objetivo de explicar aos artesãos e aos empresários locais o passo a passo para se ter acesso a serviços de fomento, como os benefícios do Fundo Geral do Turismo (Fungetur). Pela primeira vez, desde a criação do fundo, o DF passou a ter direito a R$ 521 milhões oriundos do Ministério do Turismo.

O principal objetivo é injetar dinheiro em empreendimentos do setor e incorporá-los ao Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas que atuam no turismo, o Cadastur. A inscrição garante diversas vantagens e oportunidades de negócios aos seus cadastrados como incentivos para participar de programas e projetos do Governo Federal e de programas de qualificação, promovidos e apoiados pelo Ministério do Turismo, sem contar o apoio em eventos, feiras e ações.

Turismo em Ação

Iniciado em 6 de abril, o programa itinerante já passou por Planaltina, Brazlândia, Gama e Sobradinho, promovendo entregas e iniciativas de qualificações ao segmento e encontros com lideranças das cidades. A cada semana, uma RA recebe equipes e coordenações técnicas da Setur-DF com o intuito de mapear, estruturar e qualificar atrativos, além de orientar os empresários do setor. Entregas que aperfeiçoam a conexão do turista que visita Brasília com todos os lugares do DF e evidenciam as vocações de cada cidade por meio de mapeamentos, diagnósticos e estruturação de ações.

“Desde o primeiro dia de gestão, o nosso governo vem trabalhando de forma integrada para trazer o desenvolvimento do turismo para o dia a dia de todas as cidades do DF. Como resultado, a nossa capital foi incluída no grupo seleto de destinos turísticos inteligentes e está no topo dos destinos turísticos que são tendência de 2021, segundo levantamento do Ministério do Turismo. Nossas regiões administrativas são refúgios de belezas estonteantes e de muitas histórias e tradições. Seguiremos percorrendo todo o DF e fortalecendo a economia criativa para gerar mais emprego e renda à nossa população”, conclui Vanessa Mendonça.

*Com informações da Secretaria de Turismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
6 × 16 =