Foto Joel Rodrigues / Agência Brasília

MAIS INVESTIMENTOS PARA A SAÚDE

A SEGUNDA onda da pandemia de covid-19 finalmente dá sinais de estar chegando ao final, mas o GDF não vai baixar a guarda. Escolado pelo que aconteceu no final do ano passado, quando a primeira onda da doença passou e as estruturas foram desmobilizadas, o governador Ibaneis Rocha determinou que se mantenham os nvestimentos na saúde pública, inclusive a ampliação de hospitais e a criação de mais duas Unidades de pronto Atendimento, além das sete que serão entregues nas próximas semanas. O temor é que uma nova cepa da covid-19 se espalhe, como aconteceu quando a variante do vírus originária de Manaus, e tudo voltou à estaca zero. Desta vez, o governo quer estar preparado. Enquanto isso, os pacientes estão sendo transferidos para as estruturas dos hospitais de campanha – já são 200 leitos e serão mais 100 ainda esta semana – para dar espaço às cirurgias eletivas, que se atrasaram por causa da pandemia.

AMPLIAÇÕES AINDA NESTE SEMESTRE

O GOVERNADOR Ibaneis Rocha quer repetir a vitoriosa ação que resultou nas mpliações dos Hospitais Regionais de Ceilândia e Samambaia (este a ser inaugurado nas próximas semanas). A construção foi feita com financiamento da iniciativa privada, o que possibilitou a eliminação da burocracia e a velocidade da construção, e posteriormente as estruturas foram doadas ao GDF. O governador agora quer viabilizar a ampliação dos hospitais do Paranoá e Planaltina, abrindo espaço para mais 100 leitos de internação em cada um.

MAIS LEITOS EM SANTA MARIA

O HOSPITAL de Santa Maria também será ampliado para atender melhor à população da parte sul, mas a obra será responsabilidade do Instituto de Gestão da Saúde (Iges-DF). O projeto já começou a ser elaborado mas ainda não há prazo para começar as obras.

NA PRIMEIRA HORA

O GOVERNADOR Ibaneis Rocha já tem uma aliada de primeira hora: a deputada federal Celina Leão, presidente do Partido Progressista no DF. No programa Conectado ao Poder, ela disse a Sandro Gianelli que estará com o governador onde ele estiver até porque  credita que ele é um candidato imbatível, ainda mais diante das centenas de obras que começam a ser entregues em todas as regiões do DF.

RECADO CLARO…

“COMIGO não existe meio apoio, sou muito leal nas minhas convicções”, disse a deputada Celina Leão. Para muitos observadores, é um recado claro a políticos que ameaçam levar seus partidos para outros portos, embora sejam da atual base do GDF e se apresentam como parceiros, inclusive com cargos de relevância. Quem ouviu nas entrelinhas o nome da deputada Flávia Arruda pode até estar certo.

… E ALGUMA IRONIA

CELINA Leão disse que as aspirações de outros políticos que sonham com o governo são  legitimas e democráticas, mas neste caso se referiu apenas à senadora Leila Barros (PSB), que é oposição clara ao GDF. No caso do senador tucano Izalci Lucas é só uma ironia; como poucos, porque participou do grupo mais fechado que elegeu o governador, a deputada sabe que ele só tem cargo no Senado federal hoje porque o então candidato Ibaneis Rocha, com 70% de intenções de votos, ajudou um bocado.

 

bsbagora@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
27 − 16 =