Programa esteve suspenso por dois anos devido à pandemia da covid-19. Para participar, é preciso agendar a visita e ter mais de 8 anos de idade

A primeira visita realizada pelo projeto Zoo Noturno reuniu entusiastas do mundo animal de todas as idades. Cerca de 25 pessoas aprenderam curiosidades sobre os elefantes, girafas, antílopes, tartarugas e muito mais por quase três horas, nesta terça-feira (21). Promovida pela Fundação Jardim Zoológico de Brasília (FJZB), a iniciativa esteve suspensa por dois anos devido à pandemia do novo coronavírus.

Antes do passeio, os visitantes recebem avisos, um deles é de que não é permitido fotografar os bichos com o flash ligado | Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Diferentemente das visitas diurnas, a experiência durante a noite permite maior interação com os bichos. A diretora de Projetos Educacionais do Zoo, Caroline Trombeta, explica que é um horário em que os animais estão mais ativos. “No zoo, não temos nenhum tipo de iluminação à noite, então dá aquele friozinho na barriga e até os animais se sentem mais à vontade, por isso conseguimos ver uma movimentação maior”, afirma.

“Entendemos que o zoo é a casa dos animais, e se nós não gostamos que cheguem na nossa casa gritando, eles também não vão gostar. O Zoológico de Brasília prioriza o bem-estar, conservação e qualidade de vida dos bichos”Igor Morais, gerente de Projetos Educacionais do Zoo

A turma de visitantes, acompanhada por educadores e equipe de vigilância, percorre um roteiro predeterminado. O ponto de partida é a Superintendência de Educação e Uso Público do Zoo, com os avisos iniciais aos participantes. Não é permitido fotografar os bichos com o flash ligado, barulho excessivo ou jogar lixo no chão, por exemplo.

Foto: Divulgação/Jardim Zoológico de Brasília

“Entendemos que o zoo é a casa dos animais, e se nós não gostamos que cheguem na nossa casa gritando, eles também não vão gostar”, explica o gerente de Projetos Educacionais do Zoo, Igor Morais. “O Zoológico de Brasília prioriza o bem-estar, conservação e qualidade de vida dos bichos. Os animais podem escolher ficar na parte do recinto onde os visitantes os veem ou procurar abrigo dentro da área de manejo”, completa.

Os visitantes passam pelos elefantes, girafas, antílopes, hipopótamos, onças, serpentes, lobo-guará, tamanduá-bandeira, gatos-do-mato e muitos outros bichos que são mais ativos no período noturno. Já aqueles que preferem o dia não são incomodados, como a maioria dos macacos e das aves.

No treinamento dos hipopótamos por reforço positivo, o biólogo levanta o braço, fala um comando para o bicho abrir a boca e o alimenta com feno

Durante a experiência, os visitantes também aprendem sobre a vida dos bichos, como origem, características das espécies e demais curiosidades. Podem ainda presenciar situações de manejo dos cuidadores com os animais, que já fazem parte da rotina diária.

O servidor público Mardem Silva, 51 anos, se encantou com o treinamento dos hipopótamos por reforço positivo, em que o biólogo levanta o braço, fala um comando para o bicho abrir a boca e o alimenta com feno. O manejo é realizado diariamente para facilitar futuras intervenções de saúde, como tratamentos dentários.

O passeio ocorre depois das 19h, às terças e quintas-feiras, com limite de 40 vagas por dia e valor de R$ 30 por pessoa

“Estava muito curioso sobre o que seria o passeio, porque não tinha noção nenhuma. Também nem imaginava que um bicho grande como o hipopótamo pudesse ser treinado assim”, diz ele, que foi sozinho ao evento.

Por fim, para fechar a experiência, os visitantes podem alimentar e acariciar uma família de antas, formada pelo pai, mãe e filhote. Essa, inclusive, foi a parte mais esperada pelo pequeno João Pedro Laterza, 9 anos. “É a parte mais legal, eu acho, porque podemos tocar nelas. Venho no zoo desde pequeno, mas é minha primeira vez à noite”, conta a criança. A anta-brasileira é considerada o maior mamífero terrestre da América do Sul.

Homem aponta objeto para elefante à noiteDivulgação/ Zoológico de Brasília

Quer participar?

O passeio ocorre depois das 19h, às terças e quintas-feiras, com limite de 40 vagas por dia e valor de R$ 30 por pessoa. Para participar, é preciso agendar a visita pelo e-mail [email protected] e ter mais de 8 anos de idade. Em cada tour, podem participar grupos de quatro a oito pessoas da mesma família.

Após o envio do pedido de participação, o interessado receberá um formulário com as instruções da visita. O agendamento só é confirmado depois do reenvio do formulário devidamente preenchido, no mínimo, cinco dias antes da visita.

A triagem das mensagens recebidas ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Caso ocorra algum problema no dia escolhido, como chuva, nebulosidade e outras condições climáticas adversas, a visita será remarcada.

Zoo Noturno

→ Agendamento: [email protected]
→ Terças e quintas-feiras, a partir das 19h
→ Valor: R$ 30
→ Em caso de dúvidas, basta ligar de segunda a sexta, das 8h às 18h, para (61) 3445-7007.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
24 ⁄ 4 =