Após ser autorizado, o edital do concurso CGU pode ser publicado ainda em 2021

A informação foi confirmada pelo ministro do órgão, Wagner Rosário, em resposta a um seguidor em uma rede social. As provas devem ser realizadas no início de 2022, conforme confirmado ao jornalismo do Estratégia.

Serão ofertadas 375 vagas, sendo 300 vagas para Auditor Federal de Finanças e Controle e 75 para Técnico Federal de Finanças e Controle. Agora, o próximo passo será a definição da banca organizadora.

  • CGU – Auditor e Técnico Federal de Finanças e Controle
  • Status: Autorizado
  • Vagas: 375
  • Salário inicial: R$ 7.283,31 e R$ 19.197,06

Atualmente, o déficit no quadro de servidores da Controladoria já ultrapassa os 3,1 mil cargos vagos, o que torna mais que necessária a realização de um novo certame.

Essa é uma grande promessa para quem se prepara para a área de Controle. E neste artigo elaboramos todas as novidades e informações para que você se prepare desde já para o Concurso CGU. Acompanhe os tópicos abaixo:

Promoção especial! CONFIRA:
(Auditor de Finanças e Controle – Área Administrativa)
(Auditor de Finanças e Controle – Área Correição)
(Auditor de Finanças e Controle – Área de Infraestrutura)
(Auditor de Finanças e Controle – Área Geral)
(Auditor de Finanças e Controle – Desenvolvimento de TI)
(Auditor de Finanças e Controle – Infraestrutura de TI)
(Técnico de Finanças e Controle)

Concurso CGU: situação atual

Concurso autorizado

concurso CGU foi oficialmente autorizado. Segundo o documento, ficam autorizadas 375 vagas distribuídas da seguinte forma:

Cargo Escolaridade Vagas
Auditor Federal de Finanças e Controle Nível Superior 300
Técnico Federal de Finanças e Controle Nível Médio 75

Em entrevista ao programa Direto ao Ponto no dia 24 de maio, o Ministro da CGU, Wagner Rosário, já havia afirmado que após reunião com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, ficou definido que uma nova seleção para a Controladoria iria acontecer em 2022. Confira na íntegra a autorização:

Autorização - concurso CGU

Concurso CGU: cargos vagos

Por meio do Portal Brasileiro de Dados Abertos, apuramos o déficit no órgão. Atualmente, são 3.154 cargos vagos. Isso apenas nos dois cargos principais, de Auditor e Técnico. Se formos contabilizar também os cargos administrativos, esse número alcança os 3.201.

Cargo Total Vagos
Técnico Federal de Finanças e Controle 1.962 1.683
Auditor Federal de Finanças e Controle 3.053 1.471

Sobre a CGU

A Controladoria-Geral da União (CGU) é o órgão de controle interno do Governo Federal responsável por realizar atividades relacionadas à defesa do patrimônio público e ao incremento da transparência da gestão, por meio de ações de auditoria pública, correição, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria.

A CGU também deve exercer, como Órgão Central, a supervisão técnica dos órgãos que compõem o Sistema de Controle Interno, o Sistema de Correição e o Sistema de Ouvidoria do Poder Executivo Federal, prestando a orientação normativa necessária.

Concurso CGU: remuneração e benefícios

Remuneração

Auditor Federal de Finanças e Controle (AFFC)

Classe/Padrão A B C ESPECIAL
I 19.197,06 21.931,59 23.730,33 25.676,60
II 21.079,96 22.370,22 24.204,95 26.138,79
III 21.501,56 23.265,03 24.689,04 26.609,28
IV 27.369,67

Técnico Federal de Finanças e Controle (TFFC)

Classe/Padrão A B C ESPECIAL
I 7.283,31 8.500,69 9.921,56 11.231,75
II 7.509,10 8.764,23 10.229,13 11.579,92
III 7.741,88 9.035,92 10.546,24 11.938,91
IV 12.514,58

Benefícios

Conforme concursos anteriores, alguns benefícios podem ser incluídos aos servidores. Confira:

  • Auxílio-alimentação de R$ 458,00;
  • Adicional de qualificação;
  • Adicional de cursos de capacitação;
  • Auxílio-creche aos profissionais com filhos.

Concurso CGU: requisitos e atribuições

Requisitos

  • Auditor Federal de Finanças e Controle (AFFC): Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de ensino superior em qualquer área de formação, inclusive licenciatura plena, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);
  • Técnico Federal de Finanças e Controle (TFFC): Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio ou de curso técnico equivalente, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições

Auditor Federal de Finanças e Controle (AFFC)

  • no âmbito do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal, das atividades de avaliação do cumprimento das metas previstas no plano plurianual, da execução dos programas de governo e dos orçamentos da União, da análise da qualidade do gasto público e da avaliação da gestão dos administradores públicos federais, utilizando como instrumentos a auditoria e a fiscalização;
  • no âmbito do órgão central do Sistema de Contabilidade Federal, das atividades de registro, tratamento, controle e acompanhamento das operações patrimoniais e contábeis relativas à administração orçamentária, financeira e patrimonial da União, com vistas à elaboração de demonstrações contábeis do setor público nacional;
  • no âmbito do órgão central do Sistema de Administração Financeira Federal, das atividades de programação financeira da União, da administração de direitos e haveres, de garantias e de obrigações de responsabilidade do Tesouro Nacional, da orientação técnico-normativa referente à execução orçamentária e financeira e do monitoramento das finanças dos entes federativos;
  • no âmbito do órgão central do Sistema de Correição do Poder Executivo Federal, das atividades relacionadas à prevenção e à apuração de irregularidades na esfera do Poder Executivo federal;
  • das atividades de gestão das dívidas públicas mobiliária e contratual, interna e externa, de responsabilidade direta ou indireta do Tesouro Nacional;
  • das atividades relacionadas à análise e à disseminação de estatísticas fiscais, da gestão do patrimônio de fundos e programas sociais e das diretrizes de política fiscal do governo federal;
  • das atividades de monitoramento das finanças dos entes federativos, do controle das transferências financeiras constitucionais e da consolidação das contas dos entes da Federação.

Técnico Federal de Finanças e Controle (TFFC)

  • prestar apoio técnico e administrativo, visando ao funcionamento do órgão;
  • registrar, consultar, extrair, organizar e consolidar dados e informações nos sistemas corporativos sob responsabilidade do órgão;
  • auxiliar a execução de atividades de auditoria, de fiscalização, de correição, de ouvidoria, de transparência pública, de administração financeira, orçamentária, patrimonial e contábil e de elaboração da programação financeira;
  • subsidiar a formulação de diretrizes da administração financeira, orçamentária, patrimonial, contábil, de correição e de auditoria;
  • participar das etapas de coleta e de tratamento primário dos elementos necessários à execução, ao acompanhamento e ao processamento de dados referentes aos trabalhos contábeis, de auditoria, de programação orçamentário-financeira e de correição do setor público.

Nomenclatura

Em 2016, a Lei Nº 13.327 alterou a carreira de Finanças e Controle. Dentre as mudanças, foi alterada a nomenclatura dos cargos, até então, chamados de Analista de Finanças e Controle e Técnico de Finanças e Controle, que passaram a ser os atuais Auditor Federal de Finanças e Controle e Técnico Federal de Finanças e Controle.

Concurso CGU: última edição para Analista

Realizado em 2012 sob organização da ESAF, o último concurso CGU contemplou vagas para os cargos de Analista de Finanças e Controle. O edital ofereceu 250 vagas, divididas em oito especialidades. Foram registrados 19.978 candidatos inscritos.

Vagas e especialidades:

  • Administrativa – 18 vagas
  • Correição – 12 vagas
  • Comunicação Social – 04 vagas
  • Auditoria e Fiscalização (Infraestrutura) – 22 vagas
  • Auditoria e Fiscalização (Geral) – 118 vagas
  • TI. – Sistemas – 32 vagas
  • T.I. – Infraestrutura – 14 vagas
  • Prevenção e Ouvidoria – 30 vagas

Lotações:

  • Distrito Federal
  • Acre
  • Amapá
  • Amazonas
  • Pará
  • Rondônia
  • Roraima

Provas e disciplinas do edital CGU

No total, foram aplicadas três provas: prova objetiva de conhecimentos básicos, prova objetiva de conhecimentos específicos comum a todas as áreas e prova objetiva de conhecimentos especializados para cada área/campo de atuação na CGU.

Todas as áreas

  • Conhecimentos Básicos – Comum a todas as áreas P1
    • 20 questões – Língua Portuguesa
    • 05 questões – Administração Pública
    • 05 questões – Língua Inglesa ou Espanhola
    • 05 questões – Raciocínio Lógico, quantitativo e analítico
  • Conhecimentos Específicos – Comum a todas as áreas P2
    • 10 questões – Direito Constitucional
    • 10 questões – Direito Administrativo
    • 10 questões – AFO

Auditoria e Fiscalização

  • Conhecimentos especializados (Auditoria e Fiscalização – geral)
    • 05 questões – Contabilidade Pública
    • 10 questões – Políticas Públicas
    • 10 questões – Auditoria em TI
    • 10 questões – Conhecimento de banco de dados
    • 35 questões – Técnicas de Controle
  • Conhecimentos especializados (Auditoria e Fiscalização – Infraestrutura)
    • 15 questões – Obras – Planejamento, Normas, Fiscalização e Legislação
    • 15 questões – Obras de Edificações Especiais
    • 15 questões – Obras Rodoviárias
    • 15 questões – Obras Hídricas

Administração

  • Conhecimentos especializados (Administrativa)
    • 10 questões – Administração Estratégica
    • 05 questões – Contabilidade Pública
    • 25 questões – Licitações, Contratos e Convênios
    • 20 questões – Regime Jurídico dos Servidores da União

Prevenção da Corrupção e Ouvidoria

  • Conhecimentos especializados (Prevenção da Corrupção e Ouvidoria)
    • 18 questões – Ciência Política e Gestão Pública
    • 12 questões – Relações Internacionais
    • 18 questões – Direitos Humanos e Cidadania
    • 12 questões – Responsabilização de Pessoas Jurídicas pela prática de Atos Ilícitos

Tecnologia da Informação 

  • Conhecimentos especializados (TI / Infraestrutura de TI)
    • 15 questões – Gestão de Tecnologia da Informação
    • 15 questões – Sistemas de Computação
    • 15 questões – Redes de Computadores
    • 15 questões – Segurança da Informação
  • Conhecimentos especializados (TI / Desenvolvimento de Sistemas da Informação)
    • 06 questões – Gestão de Tecnologia da Informação
    • 18 questões – Desenvolvimento de Sistemas
    • 12 questões – Desenvolvimento e Conteúdo WEB
    • 12 questões – Engenharia de Software
    • 12 questões – Administração de Banco de Dados

Correição

  • Conhecimentos especializados (Correição)
    • 12 questões – Direito civil e direito processual civil
    • 06 questões – Direito empresarial
    • 12 questões – Direito penal e direito processual penal
    • 30 questões – Correição no Poder Executivo Federal

Comunicação

  • Conhecimentos especializados (Comunicação)
    • 10 questões – Fundamentos da Comunicação e Legislação Básica
    • 10 questões – Jornalismo
    • 15 questões – Publicidade e Propaganda
    • 15 questões – Mídias eletrônicas e Internet
    • 10 questões – Relações Públicas

Nomeações

Segundo informações do órgão, no concurso de 2012 foram nomeados 398 candidatos. Ou seja, 148 vagas a mais que o previsto em edital.

Área UF Campo de atuação Qtd
Administrativa DF 31
Auditoria e Fiscalização DF Geral 164
Auditoria e Fiscalização AC Geral 6
Auditoria e Fiscalização AM Geral 5
Auditoria e Fiscalização AP Geral 5
Auditoria e Fiscalização PA Geral 5
Auditoria e Fiscalização RO Geral 5
Auditoria e Fiscalização RR Geral 3
Auditoria e Fiscalização DF Infraestrutura 34
Comunicação Social DF 4
Correição DF 22
Prevenção da Corrupção e Ouvidoria DF 48
TI DF Desenvolvimento de Sistemas de Informação 46
TI DF Infraestrutura de TI 20

Nota de corte para analista

Nota de corte do último concurso de Auditor
Todas as vagas do quadro referem-se à lotação no Órgão Central-DF.

Concurso CGU: última edição para Técnico

último concurso CGU para o cargo de Técnico aconteceu em 2008, também sob organização da ESAF. Na ocasião, foram ofertadas 180 vagas entre ampla concorrência e pessoas com deficiência. Foram registrados 38.321 candidatos inscritos, sendo que a lotação com maior procura foi a do Órgão Central/DF, com 28.689 inscrições.

Lotações:

  • Distrito Federal
  • Acre
  • Amapá
  • Amazonas
  • Mato Grosso
  • Tocantins
  • Pará
  • Rondônia
  • Roraima

Provas e disciplinas

A avaliação foi feita através de uma única etapa: prova objetiva de conhecimentos gerais e específicos, de caráter eliminatório e classificatório, valendo, no máximo, 150 pontos ponderados.

  • Conhecimentos Gerais e Específicos
    • 25 questões – Língua Portuguesa;
    • 08 questões – Raciocínio Lógico-Quantitativo;
    • 10 questões – Conhecimentos Gerais;
    • 05 questões – Informática;
    • 10 questões – Direito Constitucional;
    • 07 questões – Matemática;
    • 07 questões – Língua Inglesa ou Língua Espanhol;
    • 10 questões – Legislação Aplicada à CGU e Regime Jurídico dos Servidores Públicos.

Nota de corte para técnico

Nota de corte do último concurso de Técnico

Guia de Estudos

Os Guias são artigos postados no site do Estratégia Concursos com links para Cadernos de Questões, por disciplina, customizados de acordo com o conteúdo programático do edital CGU.

Guia de Estudos para CGU

Ao clicar nos cadernos de cada cargo listado, você será redirecionado ao respectivo Caderno de Questões em nosso sistema de questões. Para usar os Guias, você precisa ser assinante. Se ainda não for assinante, faça o cadastro no site e ganhe, enquanto isso, acesso gratuito por 7 dias.


Quer estudar para o concurso CGU?

.
ficha técnica

Informações do próximo concurso CGU

 

Fonte: Estratégia Concursos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
13 + 15 =