O concurso público do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE AM) está cada vez mais perto de acontecer

Isso porque foi publicado o Extrato de Contrato que formaliza a contratação da Fundação Getúlio Vargas (FGV) como organizadora do certame, última etapa antes da publicação do novo edital.

Recentemente, em entrevista exclusiva ao jornalismo do Estratégia Concursos, o presidente do TCE AM, conselheiro Mario de Mello, afirmou que a seleção deve sair ainda no primeiro semestre de 2021.

“Nós vamos realizar esse concurso ainda neste semestre, sem sombra de dúvidas. A ideia era que fizéssemos esse concurso ano passado. Por isso a preocupação. Estamos todos engajados para realizar o concurso ainda no primeiro semestre.

Segundo Mario, os exames devem ocorrer também neste semestre, ressaltando que esse é “o compromisso da Fundação Getúlio Vargas com o Tribunal de Contas”.

Inicialmente, eram previstas 217 oportunidades para o próximo certame. Entretanto, por razões orçamentárias e em obediência da Lei de Responsabilidade Fiscal, o órgão só poderá ofertar 40 vagas imediatas para o cargo de Auditor Técnico de Controle Externo A, distribuídas da seguinte forma:

  • 18 para a área de Auditoria Governamental;
  • 15 para a área de Auditoria de Tecnologia da Informação;
  • 05 para a área de Auditoria de Obras Públicas; e
  • 02 cargos para o Ministério Público de Contas.

Apesar da redução no número de vagas, isso não é motivo para desânimo. Segundo o conselheiro Érico Desterro, o TCE AM poderá nomear mais aprovados durante a validade do concurso. Em entrevista, o presidente também confirmou a previsão de mais chamamentos.

O vencimento básico do cargo é de R$ 8.328,77 mais benefícios e vantagens. Entretanto, em consulta ao Portal da Transparência, é possível encontrar servidor ganhando mais de R$ 15 mil, já com os descontos!

Enquanto o edital não sai, que tal já ir se preparando com quem mais aprova no país!? Nós temos mais de 40 cursos focados no próximo concurso TCE AM para que você possa entrar nas nossas estatísticas de aprovação, como o Ramon, 1º colocado no TCE RO: “Meu maior acerto foi focar em uma área.

Confira neste artigo as principais informações e novidades a respeito do concurso para o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas. Acompanhe os tópicos abaixo e não perca nenhum detalhe:

Concurso TCE AM: situação atual

Entrevista com o presidente

A equipe de jornalismo do Estratégia Concursos realizou uma entrevista EXCLUSIVA com o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, conselheiro Mario de Mello, para obter novidades a respeito do concurso público do órgão.

O edital, que é bastante aguardado entre os concurseiros da área de controle, está previsto para ser publicado neste semestre, com provas até junho. Mello ressaltou que esse é o compromisso com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

“Nós vamos realizar esse concurso ainda neste semestre, sem sombra de dúvidas. A ideia era que fizéssemos esse concurso ano passado. Por isso a preocupação. Estamos todos engajados para realizar o concurso ainda no primeiro semestre.

[…]

Eu afirmo que nós vamos fazer as provas ainda neste semestre. É o compromisso da Fundação Getúlio Vargas com o Tribunal de Contas. O ponto principal nosso foi exatamente esse. Nós vamos realizar o concurso ainda neste semestre”.

Em relação às vagas, o presidente destacou que a mudança foi necessária por conta do contexto orçamentário e financeiro, além de obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas o objetivo é chamar todos os candidatos necessários, visando sanar o déficit de 217 cargos.

“Nós temos 217 vagas. O concurso é para 217 vagas. Mas por questão orçamentária, até pela Lei de Responsabilidade Fiscal, nós só vamos poder chamar, de imediato, 40 vagas. Isso não quer dizer que não vamos chamar os outros. É tudo uma questão do contexto orçamentário e financeiro”.

Confira a entrevista completa, realizada pelo jornalismo do Estratégia Concursos, com o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, conselheiro Mario de Mello:

Banca contratada

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi oficialmente contratada para organizar o novo concurso do TCE AM. O contrato foi assinado no dia 31 de março de 2021, pelo presidente do Tribunal, conselheiro Mario de Mello, e o presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal.

Comunicado informando contratação da FGV como banca do concurso TCE AM
Publicado no Diário do TCE AM em 12/03/2021

“É um sonho realizado. Há uma necessidade muito grande de reposição do nosso quadro de servidores e tivemos o apoio do Tribunal Pleno, a coordenação do conselheiro Érico Desterro, e estamos muito satisfeitos de vencermos mais essa etapa. É um momento histórico para o Tribunal de Contas”, disse o presidente do Tribunal.

Extrato de Contrato também foi publicado. Com isso, o edital está liberado para publicação, o que deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2021.

Vagas ofertadas

Serão ofertadas, no total, 40 vagas imediatas para o cargo de Auditor Técnico de Controle Externo A, distribuídas entre quatro especialidades:

  • 18 para a área de Auditoria Governamental;
  • 15 para a área de Auditoria de Tecnologia da Informação;
  • 05 para a área de Auditoria de Obras Públicas; e
  • 02 cargos para o Ministério Público de Contas.

Com um déficit de 217 vagas, poderão ser nomeados candidatos excedentes durante a validade do certame, a depender das condições orçamentárias e financeiras.

Os cargos vagos são referentes a 129 cargos na área de Auditoria Governamental; 09 de Auditoria de Obras Públicas; 15 de Auditoria de Tecnologia da Informação; e 20 para o Ministério Público de Contas (MPC). Além disso, de 2020 a 2025, há previsão de outros 89 cargos vagos.

Concurso TCE AM: sobre o cargo de Auditor

Requisitos

O cargo de Auditor Técnico de Controle Externo do concurso TCE AM exige dos candidatos formação de nível superior completa. Confira abaixo a exigência conforme as áreas específicas.

Auditoria Governamental – o candidato deverá ter nível superior em qualquer área de formação. No entanto, até 20% das vagas poderão ser destinadas para bacharéis em administração, arquivologia, biblioteconomia, ciências atuariais, ciências contábeis, ciências econômicas, ciências da saúde, direito, enfermagem, estatística, fisioterapia, geologia, jornalismo, medicina, odontologia, pedagogia e psicologia.

Auditoria de Obras Públicas – o candidato deve ter nível Superior em qualquer das áreas de conhecimento da engenharia e da arquitetura, podendo ser destinado um percentual de 20% para os bacharéis em arquitetura e engenharias ambiental, elétrica, eletrônica, de estradas, mecânica, naval, de pesca, de petróleo e gás e de transportes ou logística.

Tecnologia da Informação – terá como requisito básico ter formação superior em tecnologia da informação.

Ministério Público de Contas – o requisito mínimo é que o candidato tenha nível superior em direito.

Demais requisitos e especificações serão estabelecidos no edital que regerá o concurso público e terá como premissas a legislação vigente.

Remuneração

Nível/Classe I II III IV V
A 8.328,77 8.495,34 8.665,25 8.838,55 9.015,32
B 9.195,63 9.379,54 9.567,13 9.758,48 9.953,65
C 10.152,72 10.355,77 10.562,89 10.774,15 10.989,63
D 11.209,42 11.433,61 11.662,28

Apesar do inicial de R$ 8 mil, em consulta ao Portal da Transparência, é possível encontrar servidor ganhando mais de R$ 15 mil, já com os descontos!

Tabela de remuneração para auditor do concurso TCE AM

Concurso TCE AM: última edição

O último concurso TCE AM foi realizado em 2013, sob organização da Fundação Carlos Chagas, a FCC. Na ocasião, foram ofertadas 24 vagas para o cargo de Analista Técnico de Controle Externo nas áreas do Ministério Público (graduação em Direito) e Auditoria Governamental (graduação em qualquer área de formação).

Atribuições básicas dos cargos/área

Analista Técnico de Controle Externo – Ministério Público: desenvolver atividades de assessoria dos Procuradores de Contas, examinando legalidade, legitimidade, economicidade, eficiência e efetividade, em seus aspectos financeiro, orçamentário, contábil, patrimonial e operacional dos atos dos jurisdicionados.

Analista Técnico de Controle Externo – Auditoria Governamental: desenvolver atividades de planejamento, coordenação e execução relativas à fiscalização e ao controle externo de arrecadação e aplicação de recursos do Estado do Amazonas, bem como da administração desses recursos, examinando legalidade, legitimidade, economicidade, eficiência e efetividade, em seus aspectos financeiro, orçamentário, contábil, patrimonial e operacional dos atos daqueles jurisdicionados.

Concurso TCE AM: etapas

O concurso TCE AM, realizado em 2013, foi regido sob três etapas, sendo elas:

  • Provas Objetivas de Conhecimentos Básicos e Específicos;
  • Prova Discursiva;
  • Prova de Títulos.

Provas Objetivas

A prova objetiva foi composta por 70 questões de múltipla escolha que variavam de acordo com a área escolhida:

Ministério Público

  • Conhecimentos Básicos (peso 1)
    • Língua Portuguesa – 15 questões
    • Controle Externo – 5 questões
  • Conhecimentos Específicos (peso 3)
    • Direito Administrativo – 13 questões
    • Direito Constitucional – 12 questões
    • Dir. Financeiro – 10 questões
    • Direito Civil – 5 questões
    • Dir. Processual Civil – 5 questões
    • Direito Penal – 5 questões

Auditoria Governamental

  • Conhecimentos Básicos (peso 1)
    • Língua Portuguesa – 15 questões
    • Controle Externo – 5 questões
  • Conhecimentos Específicos (peso 3)
    • Administração Financeira e Orçamentária – 10 questões
    • Contabilidade Geral – 5 questões
    • Contabilidade Pública – 10 questões
    • Normas de Auditoria Governamental – 5 questões
    • Direito Constitucional – 10 questões
    • Direito Administrativo – 10 questões

Prova de Títulos

No último concurso TCE AM, foram considerados títulos, os relacionados na tabela abaixo, expedidos até a data do término das inscrições, limitados ao valor máximo de três pontos, observado o limite máximo para cada item, sendo desconsiderados os demais:

TÍTULOS VALOR UNITÁRIO VALOR MÁXIMO
Diploma de conclusão de curso de pós-graduação em nível de doutorado (título de doutor), acompanhado de Histórico Escolar ou certificado/declaração de conclusão acompanhado do Histórico Escolar, fornecido pela instituição de ensino em qualquer área 1,5 1,5
Diploma de conclusão de curso de pós-graduação em nível de mestrado (título de mestre) acompanhado do Histórico Escolar; ou certificado/declaração de conclusão acompanhado do Histórico Escolar, fornecido pela instituição de ensino, em qualquer área 0,5 1,0
Certificado de conclusão de pós-graduação lato sensu acompanhado do Histórico Escolar, fornecido pela instituição de ensino, em qualquer área, desde que tenha duração mínima de 360 horas 0,25 por curso 0,5

Concurso TCE AM: concorrência da última edição

No total, foram registrados 2.882 inscritos no concurso do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas.

  • Ministério Público – 1.889 candidatos (aproximadamente 94 candidatos por vaga)
  • Auditoria Governamental – 993 (aproximadamente 248 candidatos por vaga)

Guia de Estudos para o Concurso TCE AM

Os Guias são artigos postados no site do Estratégia Concursos com links para Cadernos de Questões, por disciplina, customizados de acordo com o conteúdo programático de cada edital.

Para o concurso TCE AM, o guia de estudos tem como base o conteúdo programático do último edital, publicado em 2013. Porém, as questões foram determinadas conforme estilo de cobrança da Fundação Getúlio Vargas – FVG.

Guia de Estudos TCE AM


Quer estudar para o concurso TCE AM?

Ficha técnica concurso TCE AM

Informações do concurso TCE AM

  • Data prevista: 2021
  • Vagas: 40
  • Cargos: Auditor Técnico de Controle Externo
  • Banca: FGV
  • Escolaridade: nível superior
  • Último editalEdital TCE AM

 

Fonte: Estratégia Concursos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
11 × 23 =