Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Rede pública de ensino amplia oferta de idiomas

    643
    0

    Estudantes do Cemi Gama poderão estudar alemão a partir de 2022. Outras três escolas já oferecem inglês, francês e espanhol

    A partir de 2022, o Centro de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional e Técnica (Cemi), localizado no Gama, se tornará a nova escola intercultural bilíngue do Distrito Federal. Nesta segunda-feira (6) foi assinado o termo de cooperação entre a Secretaria de Educação e o Instituto Goethe Brasília que irá proporcionar o estudo de alemão aos 437 estudantes da escola.

    O estudante Eduardo Reis, de 16 anos, quer estudar alemão para ter mais oportunidades profissionais | Fotos: Álvaro Henrique/Ascom-SEEDF

    O acesso ao idioma será ofertado por meio do Novo Ensino Médio, na parte flexível do currículo. Os estudantes que optarem pelo idioma terão três horas semanais de estudo. Além disso, professores e servidores do Cemi também terão acesso à língua, recebendo a qualificação do Instituto Goethe.

    A secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, afirmou que a parceria representa a união entre Brasil e Alemanha e contribui para ampliar o conhecimento dos estudantes. “Essa já era uma promessa do governo desde 2019 e hoje é um momento alegre, pois a união entre os países é uma oportunidade que se abre aos estudantes não só para conhecimento da língua, mas para conhecer a cultura do país como um todo”, destacou.

    O conselheiro de Assuntos Culturais e Imprensa da Embaixada da Alemanha, Joachim Schemel, adiantou que o governo alemão está aberto a mais parcerias com o Distrito Federal. “É importante ressaltar que nós apoiamos essa abertura do DF com a Alemanha e a embaixada trabalha para mais iniciativas nesse sentido. Ainda temos muitos campos de trabalho para aprofundar essa relação”, disse.

    Novas oportunidades

    Sofia de Souza, de 15 anos, pretende cursar alemão no Cemi Gama e conhecer a Alemanha

    A parceria firmada visa, além de ofertar o idioma e ampliar a carga horária voltada ao ensino de línguas, trazer aos estudantes ações que façam com que eles compreendam a vivência e a cultura da Alemanha.

    O estudante Eduardo Reis, de 16 anos, cursa a 1ª série do ensino médio no Cemi Gama e está ansioso com a novidade. “Quero aprender a língua porque vejo oportunidades profissionais a partir disso. Sei que será um desafio, principalmente a parte de pronunciar as palavras, mas não vou desistir e pretendo obter bastante conhecimento”, afirmou.

    Sofia de Souza, de 15 anos, que já tem acesso ao estudo do francês, também vê o alemão como uma língua desafiadora e ressalta que é exatamente esse o “combustível” para animá-la. “Acho que falar vai ser bem difícil, mas vou me esforçar, pois penso em estar na Alemanha futuramente”, revelou a jovem, que cursa a 1ª série do ensino médio.

    Foto: Reprodução

    Essa já é a quarta escola do Distrito Federal a oferecer educação intercultural bilíngue aos estudantes da rede pública. As outras são o Centro Educacional do Lago (CEL), no Lago Sul, com a língua inglesa; o Centro Educacional do Lago Norte (CEDLAN), onde os estudantes podem cursar o francês; e o Centro de Ensino Médio (CEM) 03, de Taguatinga, que oferece a língua espanhola.

    *Com informações da Secretaria de Educação

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Solve : *
    30 ⁄ 6 =