Incidente conhecido como bird strike envolveu A350 procedente de Bogotá. Aeronave pousou em segurança

As colisões entre pássaros e aviões — chamadas de bird strikes — continuam sendo uma das principais preocupações das autoridades aeronáuticas e companhias aéreas.

A350-900 da Iberia após o 'bird strike' em Madri

CONTROLADORES AÉREOS

Um Airbus A350-900 da Iberia, de matrícula EC-NDR, foi o mais novo envolvido nesse tipo de incidente. A aeronave cumpria o voo IB-6586 na rota de Bogotá (Colômbia) a Madri (Espanha) e se encontrava na aproximação final da pista 32L, a cerca de 1.000 pés (304 metros), quando o pássaro se chocou com o nariz do avião.

A aeronave seguiu em direção à pista, onde pousou em segurança cerca de 90 segundos após o impacto. O nariz do avião ficou bastante danificado, com a ave ainda presa na fuselagem, como pode ser visto na fotografia e no vídeo registrados por funcionários do aeroporto.

Segundo o site AvHerald, o avião continuava no pátio pelo menos 4 horas após o pouso.

Um dos fatores que provocam as colisões com pássaros é o crescimento populacional e o avanço da área urbana sobre regiões de bosques e matas. Os bird strikes provocam perdas de milhões de dólares para companhias aéreas e aeroportos todo ano. Esse tipo de incidente causa problemas de funcionamento em aeronaves e, consequentemente, atrasos ou cancelamentos de voo. De acordo com relatórios, a maioria das colisões com pássaros ocorre abaixo de 100 pés (30 metros), nas proximidades do aeroporto.

 

Fonte: LUIZ FARA MONTEIRO | Do R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
20 × 8 =